Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Dezembro de 2018 | 00h20 - Actualizado em 10 Dezembro de 2018 | 00h20

Girabola: Mongo acaba com "invencibilidade" caseira da Académica do Lobito

Lobito - Um golo de Mongo garantiu domingo, ao 1º de Agosto uma vitória, por 1-0, diante da Académica do Lobito, que perdeu a invencibilidade caseira que detinha até agora na primeira volta do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lobito: Mongo marca e quebra tradição da Académica do Lobito

Foto: José Honório

No Estádio de Ombaka, Mongo, a protagonizar uma grande exibição que lhe valeu ovação do público, decidiu o jogo aos 64 minutos, carimbando assim o triunfo fora da equipa de Dragan Jovic e a primeira derrota em casa dos lobitangas, que falharam oportunidades flagrantes de golo, na 5ª jornada.

Os rubro-negros, que quebraram a tradição dos anfitriões, não vencem os académicos, em casa, desde a época 2016/2017, quando, na primeira volta, conseguiram impor uma goleada por 3-1.

Sob arbitragem de João Goma, o encontro, o primeiro “derby” para Júnior Paulino, com a braçadeira de treinador da Académica, chegou ao intervalo empatado sem golos. Mas o 1º de Agosto pressionava mais e na segunda parte deu a volta ao marcador.

Mas a reacção da formação do Lobito não se fez esperar. Aos 67 minutos, Márcio e Filipe construíram uma jogada de perigo, criando dificuldades a Tony Cabaça, guarda-redes dos forasteiros.

Na resposta, Mabululu arrancou um jogo espectacular e fez um remate por cima da baliza de Rui. Depois disto, seguiu-se Isaac que, pressionado, fez passe a Mongo, jogador que ficou na memória dos adeptos que se deslocaram ao Ombaka.

Com um ligeiro ascendente do lado dos anfitriões, surgiram algumas contrariedades para a defesa do 1º de Agosto. Yisa esteve quase a fazer um auto-golo, quando tentou uma defesa arriscada.

Do outro lado, realce ainda para o avançado Joka, que, aos 60 minutos, fez um passe subtil para Coca-Cola, seu colega, que se encontrava na área adversária, mas este não conseguiu controlar a bola.

Mais uma vez, Joka, o inconformado, podia ter marcado para a Académica. Isolou-se, fintou a defesa mas falhou de forma incrível, perante o olhar incrédulo de aproximadamente oito mil adeptos.

Na resposta, Paizo também mostrou seus dotes. Mas foi Mongo, o número 13 do 1º de Agosto, a coroar uma exibição de nota máxima. Aos 76 e 79 minutos, o autor do único da partida, levou o público ao delírio com dois remates dignos de fotografia, um dos quais embateu na trave.

Assim, o 1º de Agosto passou a contar 13 pontos, isolando-se na liderança do Girabola, época 2018/2019.

Leia também