Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

07 Março de 2018 | 01h00 - Actualizado em 07 Março de 2018 | 11h17

Polidesportivo: Odete Tavares aplaude trabalho e apela maior disciplina

Luanda - A antiga capitã da selecção nacional sénior feminina de andebol, Maria Odete Tavares, aplaudiu esta terça-feira, em Luanda, o trabalho feito no desporto feminino, mas apelou a maior rigor na base para um sucesso no futuro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Odete Tavares ex- Atleta de Andebol

Foto: Lucas Neto

Em declarações à Angop, a propósito do Dia Internaciona da Mulher, Odete Tavares afirmou que muitas foram as mulheres que no passado serviram a nação nas mais distintas modalidades, para elevar o nome de Angola para o mundo e estas devem ser chamadas nos dias de hoje para que possam passar o seu  testemunho da melhor maneira aos mais jovens.

“No passado muitas mulheres que praticaram o desporto acabaram por sacrificar as suas famílias e a formação académica em alguns casos para se dedicar a uma causa. Os sucessos foram vários, muitas vezes sem as condições exigidas, mas deram o melhor de si”, frisou.

Para si, a aposta deve agora recair para os escalões de formações, onde deve existir um rigor da parte de quem treina, para que o futuro seja coroado de êxito, sendo um trabalho que dever ser feito por todos os clubes.

Hoje nas vestes de Deputada a Assembleia Nacional pela banca parlamentar do MPLA, Odete aponta os caminhos para que o desporto no feminino não desapareça em Angola.

“ Devemos todos apoiar o desporto no geral, mas no feminino é algo especial porque as famílias jogam um grande papel e estas devem ser as primeiras a ajudarem as suas crianças em particular para que pratiquem desporto”, disse.

Odete Tavares foi capitã da selecção nacional de andebol e vai no segundo mandato à frente da Associação Angolana a Mulher e o Desporto (AMUD), que tem na direcção duas mulheres.

Nascida a 18 de Agosto de 1976, iniciou a carreira desportiva no Nacional de Benguela em 1987. Estreou-se na selecção nacional júnior em 1994, por indicação do técnico Norberto Baptista, e chegou ao escalão sénior em 1997 pela mão de Beto Ferreira.

Foi guarda-redes do Petro de Luanda, 1º de Agosto e do Atético Sport Aviação (ASA) e Enana.

No seu currículo, constam três presenças em jogos olímpicos, seis participações em mundiais e igual número em campeonatos africanos.

Leia também
  • 04/11/2018 20:44:54

    Resenha desportiva: Sucesso do futebol adaptado marca semana

    Luanda - O apuramento da selecção nacional para a final do campeonato do mundo de futebol com muletas, que decorre no México, constitui o principal facto desportivo da semana.

  • 01/11/2018 17:22:17

    Redução dos custos de transmissões televisivas carece de esforços conjugados

    Luanda - O director-geral da União Africana de Radiotelevisão (AUB-UAR), Gregoire Ndjaka, reconheceu hoje, em Luanda, a necessidade de um esforço conjunto das instituições do continente tendentes a redução dos custos de pagamento dos direitos de transmissões dos eventos desportivos.

  • 31/10/2018 01:21:22

    Ministério dos Desportos balanceia actividades

    Luanda - O Ministério da Juventude e Desportos balanceou esta terça-feira, em conselho consultivo, as actividades desenvolvidas durante o ano transacto e as do primeiro semestre do ano em curso, tendo concluído na necessidade de maior extensão das acções e projectos de âmbito nacional.

  • 29/10/2018 17:42:43

    Polidesporto: Estado do desporto em Conselho Consultivo alargado

    Luanda - Balanço das actividades do I semestre de 2018, Estado das infra-estruturas, proposta da Lei Anti-Dopagem, entre outras, constam da agenda do XI Conselho Consultivo Alargado do Ministério da Juventude e Desportivos, que acontece terça-feira, a partir das 9h00, nas instalações do INFORFIP, no município de Cacuaco, em Luanda.