Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

30 Abril de 2018 | 00h44 - Actualizado em 29 Abril de 2018 | 23h28

Girabola2018: Kabuscorp consegue empate fora do seu reduto

Benguela - O 1º de Maio de Benguela e o Kabuscorp do Palanca empataram 1-1, este domingo, em partida da 13ª jornada do Girabola/2018, com Dilma e Tombe a serem os autores dos golos

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Equipa do 1º de Maio de Benguela - Arquivo

Foto: Tarcisio Vilela

Equipa do Kabuscorp do Palanca - Arquivo

Foto: Antonio Escrivao

O 1º de Maio entrou de forma determinada e chegou ao golo logo aos cinco minutos. Na sequência de um bom passe de Quinho, que aproveitou uma distração da defesa do Kabuscorp, Dilma atirou para o fundo das redes.

O golo “madrugador” premiava a estratégia de Agostinho Tramagal, o técnico dos “encarnados” de Benguela, que optou por colocar Bebucho, Bartolo e Telmo nos lugares de Jamanta, Dilma e Quinho para contrariar a acção adversária.

Na segunda parte, assistiu-se a um encontro mais disputado com o 1º de Maio mais pressionante a procura do golo da tranquilidade e, do outro lado, o Kabuscorp mais determinado a empatar.

O golo da igualdade, marcado por Tombe, surgiu nos últimos segundos da partida, que gelou o estádio do 1º de Maio e embargou o sonho de vitória dos proletários, que desperdiçaram boas oportunidades e viram ainda um golo de Quinho a ser anulado “injustamente” pelo árbitro Mauro de Oliveira, aos 80 minutos.

Aos 83 minutos, Amaro tentou combinar com o argentino Calero, mas falhou no passe diante a pressão da defesa do 1º de Maio, que estava irrepreensível no domínio defensivo.

O 1º de Maio também conseguiu alguns lances de perigo no sector defensivo dos visitantes, que por sua vez, jogavam com o factor tempo. Aos 89 minutos, Calero rematou com perigo e a bola embateu na trave da baliza de Moreira pela terceira vez.

Antes disso, Moreia, guarda-redes do 1º de Maio, ficou ligeiramente contundido, tendo recuperado após ter sido assistido pela equipa médica, na sequência de uma disputa de bola após cruzamento de canto por Nandinho.

O jogo acabou sob o clima de contestação na bancada do 1º de Maio, quando o Kabuscorp chegou ao golo já em tempo de compensações.

Leia também