Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

13 Maio de 2018 | 18h53 - Actualizado em 13 Maio de 2018 | 18h53

Girabola2018: Desportivo da Huíla vence Caála com serviços mínimos

Lubango - Com um golo do avançado Lionel, aos 50 minutos, o Desportivo da Huíla derrotou hoje, domingo, no Lubango, o Recreativo da Caála do Huambo, em jogo da 15ª e última jornada da primeira volta do GirabolaZap, chegando aos 21 pontos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Desportivo da Huíla vs Recreativo da Caála

Foto: Morais Silva

O jogo teve vários momentos, mas destacam-se três. Um em que a Caála entrou disposta a tomar o rumo dos acontecimentos; o segundo em que o Desportivo da Huíla despertou, assumindo o mando da contenda; e o terceiro com uma equipa de arbitragem apática, distante das jogadas e com o 1º assistente Barnabé Ngulo, deslocado do jogo.

Os visitantes entraram a pressionar e nos primeiros dez minutos “afogaram”, diga-se de passagem, a equipa de casa, com Patrick, Nanayo e Tchitchi a assumirem o protagonismo, tendo esse último feito o primeiro remate do jogo direccionado à baliza de Kissi.

Foi sol de pouca dura, já que o Desportivo da Huíla despertou e assumiu as rédeas, quando Christian, aos 16 minutos, recebeu um passe de Milton e num remate cruzado de primeira obrigou Boneco a uma defesa de recurso.

O mesmo Milton, uma das figuras de realce neste no jogo, viria a solicitar os serviços de Kémbua aos 24 minutos, mas o guarda-redes do Huambo, que já representou o Desportivo, negou-lhe o golo. Dois minutos mais tarde, Manucho Dinis voltaria a incomodar Boneco, mas a bola passou a escassos centímetros de seu poste esquerdo e o jogo foi ao descanso com um zero a zero.

Ao reactar, a equipa de casa entrou disposta a mudar o ritmo de jogo e conseguiu cinco minutos após o reinício, com Lionel, “o abono de família” que veio do Progresso da Lunda Sul, a fazer um golo de cabeça, como mandam as regras, após cruzamento de Zé.   

A Caála não esmoreceu e o Desportivo também não, seguindo um jogo de “pergunta e resposta”. David Dias operou três substituições, Vovô deu lugar a Deco aos 52 minutos e outras duas de rajada sete minutos depois, com Careca e Nanayo a darem lugar a Malamba e Feliciano, ganhando força no meio campo, mas nada mudou no placar.

Soares respondeu à medida, pois perdida de fôlego na zona intermédia e lançou Cagodó para o lugar do avançado Kémbua, aos 67', trocou Christian por Nandinho aos 74' e retirou Lionel para colocar Beto aos 85'.

Essas operações deram maior traquejo aos militares da região sul. Aos 79 minutos, Nandinho, acabado de entrar, rematou ao poste direito de Boneco, já batido, mas conseguiu recuperar a bola de ressaca.

O Desportivo da Huíla regressou às vitórias depois de três jogos sem ganhar, uma derrota diante do 1º de Agosto, dois empates consecutivos, contra o Petro de Luanda (0 -0) e Domant do Bengo (1-1).  

Leia também