Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

11 Janeiro de 2019 | 22h01 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 21h42

Angola bate Qatar no último segundo do jogo

Copenhaga - Embora tenha controlado o jogo desde a parte inicial (12-8, intervalo), o Angola - Qatar fica na história dos mundiais de andebol sénior masculino pela “selvagem” ponta final: em um minuto e sete segundos, a selecção nacional mudou tudo, deixando a condição de derrotada (22-23) para vitoriosa (24-23).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com Romé Hebo no comando do ataque (sete golos) e Giovany Muachissengue em grande plano entre os postes (nove defesas, incluindo livres dos sete metros), melhor começo não teria o mesmo sabor se o destino fosse cruel (derrota).

A equipa perdeu tranquilidade e concentração logo no reinício da etapa complementar, momento em que permitiu em três minutos quatro golos e respectivo empate a 12-12. Depois voltou a segurar o resultado, mas o equilíbrio perigava e colocava em dúvida o desfecho, cada vez mais imprevisível.

O ritmo da incerteza pairava até os últimos cinco minutos. Com o Qatar à frente do marcador pela primeira vez, o medo tomou conta dos pupilos de Filipe Cruz, mas o técnico fez a leitura e delineou no “time out” o ataque final. O Qatar adiantou-se com 22-23, Angola empatou 23-23.

O adversário tentou com posse de bola gerir o tempo e forçar último remate, mas o guarda-redes anulou e sob o apito lançou contra-ataque para Cláudio Chicola no segundo derradeiro confirmar o desejo dos angolanos e dos apoiantes dinamarqueses, no Royal Arena, em Copenhaga, consumando a primeira grande surpresa do evento.

Otiniel Pascoal (1), Adilson Maneco (2), Cláudio Chicola (1), Adelino Pestana (4) e Edvaldo Ferreira (4) também contribuíram nos golos, enquanto Allaedine Berrached (6), Youssef Ali (4), Rafael Capote (4), Frankis Marzo (3), Anis Zouaoui (2), Hamdi Ayed (2), Firas Chaieb (1) e Bertrand Roine (1) marcaram para os asiáticos. Próxima jornada, Angola jogará diante da Hungria, domingo, pelas 18h00, depois desta ter empatado hoje frente à Argentina (25-25). Soma dois pontos na liderança do grupo D.

Assuntos Mundial de Andebol  

Leia também