Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

11 Janeiro de 2019 | 05h26 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 10h11

Atletismo: Vaticano cria federação e sonha com Olimpíadas

Vaticano - Uma equipa de atletismo do Vaticano, que aspira a participar de competições internacionais, inclusive dos Jogos Olímpicos, foi oficialmente lançada nesta quinta-feira (10), depois de alcançar um acordo com o Comité Olímpico Italiano (CONI).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A Federação de Atletismo do Vaticano tem 60 membros, entre freiras, sacerdotes, membros da Guarda Suíça e outros funcionários.

O monsenhor Melchor José Sánchez de Toca y Alameda, presidente desta nova federação, afirmou que disputar os Jogos Olímpicos é "um sonho, mas não a curto prazo".

"O sonho que com frequência temos tido é ver a bandeira da Santa Sé entre as das delegações na inauguração dos Jogos Olímpicos", afirmou.

Num futuro imediato, a equipa de atletismo do Vaticano gostaria de poder participar de competições menores, como os Jogos Mediterrâneos.

O presidente do Comité Olímpico Italiano (CONI), Giovanni Malago, destacou este novo passo desportivo do Vaticano, que já tem equipas de futebol e críquete.

O sinal verde do CONI permite à equipa vaticana participar de eventos nacionais e internacionais, além de ter acesso a técnicos nacionais italianos e facilidades médicas.

O atleta mais jovem da equipa vaticana é um guarda suíço de 19 anos e o mais idoso um professor de 62 anos da Biblioteca Apostólica Vaticana.

Dois jovens refugiados muçulmanos - Jallow Buba, gambiano de 20 anos, e Anszou Cissé, senegalês de 19 - foram registrados como membros de honra.

A primeira competição da qual os atletas da equipa vaticana vão participar será a Corsa di Miguel, corrida de 10 quilómetros que lembrará, em 20 de Janeiro, Miguel Sánchez, fundista argentino desaparecido no seu país na época da ditadura.

Assuntos Atletismo  

Leia também
  • 31/12/2018 23:04:15

    Determinação contribui para êxito de Machado

    Luanda - A fundista do Interclube Adelaide Machado apontou hoje a determinação como o factor que a ajudou a conquistar o segundo lugar da corrida de fim-de-ano "São Silvestre", ao fazer o percurso de 10 quilómetros em 36 minutos e 42 segundos.

  • 31/12/2018 22:51:48

    Presidente da FAA valoriza empenho nacional

    Luanda - O presidente da Federação Angolana de Atletismo (FAA), Bernardo João, enalteceu hoje, em Luanda, o nível competitivo e o empenho dos representantes nacionais na 63ª edição da corrida pedestre de fim-de-ano "São Silvestre" de Luanda, apesar do triunfo de estrangeiros, em ambos os sexos.

  • 31/12/2018 22:42:41

    São Silvestre: Intensidade dita 3º lugar de João

    Luanda - O fundista angolano Alexandre João apontou hoje, em Luanda, a intensidade imprimida, durante o percurso de 10 quilómetros, como a chave para conquista do 3º lugar da corrida de fim-de-ano São Silvestre, com o tempo de 31 minutos 53 segundos.