Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Fevereiro de 2019 | 10h37 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2019 | 10h44

Girabola2018/19: Clássico 77 - Choros, alegria e fair play

Luanda - Como já era de esperar, em caso de vitória, haveria "choros e alegria", mas não se esperava tanto fair play. No D'Agosto e Petro, os adeptos tricolores foram infelizes, pelo "frango" protagonizado pelo guarda-redes Gerson.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

GirabolaZap: Adeptos do 1º de Agosto alegres por terem vencido por 1-0 o Petro de Luanda(Arquivo)

Foto: Henri Celso

O golo da vitória agostina, qualificado de justo pelo técnico petrolifero (Beto Bianchi), era imprevisível. Foi um remate denunciado para aquilo que seria uma defesa anunciada, porém a bola escorregou das mãos de Gerson e deixou os adeptos em choros inconsoláveis.

O princípio e o fim deste desafio de acerto a oitava ronda, foi uma verdadeira festa. Os mais de 40 mil adeptos presentes no estádio 11 de Novembro alternavam a espontaniedade dos festejos.

Com claques organizadas, acomodadas e separadas pelo retângulo do jogo, os torcedores das duas das melhores equipas do país apreenderam bem a lição e mostraram civilidade.

A ansiedade que se viveu em determinado momento do jogo, mais concretamente nas situações de contra-ataque, não passou acima de disso mesmo, e deixou a equipa do ENEMA descansada por registar apenas um caso, cujo diagnóstico é gastrite.

O civismo e cidadania ficaram tão envidenciados quando, antes do início do desafio, os capitães das duas equipas incentivaram os pais a registarem as crianças, no âmbito da campanha denominada “paternidade responsável eu apoio”.

Já no fim do duelo, apesar de algumas desavenças no decorrer da contenda, tanto dos jogadores como das equipas técnicas, mostraram solidariedade, fair play e sentido de desportivismo.

Esse comportamento foi alvo de elogios por parte da Polícia Nacional e da ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto. É isso que  queremos. Flair paly e respeito pelos resultados.

O que deveria manchar o desafio  bem disputado, é o comportamento dos adeptos petrolíferos que, protestando a prestanção do árbitro João Goma, arremessaram objectos na pista do estádio, um cenário evitado com o reforço da força da ordem.

Os portões de acesso, sobertudo para viaturas, também foi outra “dor de cabeça”. À entrada, nos quatro portões que dão acesso aos parques de estacionamento, registou-se um “grande” congestionamento, que com mais organização pode ser melhorado.

De resto, o 1º de Agosto que na partida de sábado venceu o Petro de Luanda por 1-0, continua a liderar a tabela de classificação do Girabola2018/19, agora com 33 pontos, contra os 27 do Petro, na terceira posição.

Assuntos Futebol  

Leia também