Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

01 Dezembro de 2019 | 21h03 - Actualizado em 01 Dezembro de 2019 | 21h02

Chamoleia e Dumbo conquistam Taça Lwini

Luanda - Os velocistas José Chamoleia (masculino) e Regina Dumbo (feminino), conquistaram neste domingo, em Luanda, a Taça Lwini em atletismo adaptado, em prova disputada no Estádio dos Coqueiros, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Prova de atletismo da Taça Lwini

Foto: Marcelino Camões

Dumbo (Dir) conquista Taça Lwini

Foto: Marcelino Camões

Os atletas da província do Huambo competiram recentemente no Campeonato do Mundo, nos Emirados Árabes Unidos.

José Chamoleia venceu os 100 metros, na classe T11 (cegueira total), com o tempo de 11 segundos e 61 décimos.

Na segunda posição ficou Jeremias Soma (também do Huambo), com o tempo de 12 segundo e 03 décimos. A terceira posição coube a Oliveira André (Malanje) com 12 segundos e 31 décimos.

Já a velocista Regina Dumbo conquistou os 400 metros da classe T11, com o tempo de 1 minuto 4 segundos e 18 décimos.  

Nas posições seguintes ficaram Befília Buyo (Bié) com 1 minuto 04 segundos e 20 décimos e Marcelina Navio (Malanje) com 1 minutos 69 segundos e 09 décimos.

Os 100 metros T11 em femininos foi conquistado por Juliana Moco (Benguela) com o tempo de 12 segundos e 82 décimos, seguida de Rita Lucunde, do Namibe (13:08). Regina Dumbo ficou na terceira posição (13:19).

Os 400 metros em masculinos (T11) foi conquistado por Oliveira André (Malanje) com 57 segundo e 13 décimos, seguido de Afonso Camuco, de Luanda (58:37) e Jeremias Soma, do Huambo (59:40).

E nos 400 metros T47, Alberto José (Malanje) foi o vencedor com 55 segundo e 55 décimos, seguido de Sabino Chipessi (Bié) com 56 segundo e 63 e José Dala (Huíla) com 57 segundo 05 décimos.

Já a prova masculina dos 100 metros, classe T36 (deficiência cerebral), foi conquistada por Arture Chimbungo, do Huambo (12:81), seguido por Simão Camões, do Bengo (13:36) e João José, Luanda (13:90).

Chaves Gomes, do Bengo (12:95) conquistou os 1500 metros em prova combinada das classes T35 e T40. Seguram-se Augusto Morais, do Cuanza Sul (12:95) e Sabino Chipessi, do Bié (13:15).

A competição de triciclos de tracção manual (T54) foi conquistada por Jonas Kaíta (55 segundos), seguido por Filipe Zamba (55:86) e António Quibata (1 minuto ) todos  da capital do país.

A Taça Lwini contou com uma prova de basquetebol de carácter não competitivo, que contou com a selecção da África do Sul, Angola A e B, e um misto de jogadoras femininas, no âmbito do lançamento desta modalidade no sector.

Na Taça Lwini, iniciada quinta-feira, foi igualmente lançada o goal-ball, o voleibol em pé e sentado.

Teve a participação de mais de uma centena de crianças e adolescentes deficientes de várias escolas de ensino especial do país, enquadradas em actividades lúdicas.

O evento encerrou este domingo com presença da patrona da Fundação Lwini, Ana Paula dos Santos, da ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, e de outras figuras do desporto nacional.

Assuntos Desporto Adaptado  

Leia também
  • 24/11/2019 16:34:18

    Festival com crianças especiais na Taça Lwini

    Luanda - Um festival gimnodesportivo com 180 crianças deficientes, em ambos os sexos, dos 8 aos 16 anos de idade, será a novidade da 19.ª edição da Taça Lwini, que inicia quinta-feira, em Luanda.

  • 14/11/2019 11:08:06

    Atletismo adaptado: Chefe de missão divide em dois objectivos no mundial

    Dubai (do enviado especial) - A participação de Angola no Campeonato do Mundo de atletismo adaptado foi dividida em dois objectivos, a melhoria das marcas pessoais dos atletas, que não foram de todo alcançadas, e garantir rodagem competitiva ao grupo visando os Jogos Paralímpicos de França, em 2024.

  • 13/11/2019 06:13:59

    Atletismo adaptado/Mundial2019: Angola em dia "mau" nos 200 metros

    Dubai (do enviado especial) - Uma desqualificação e uma queda antes da meta impediu na noite de terça-feira a dupla qualificação de Angola para as meias-finais dos 200 metros femininos do Campeonato do Mundo de atletismo para deficientes, que decorre no Dubai.