Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

26 Maio de 2020 | 17h42 - Actualizado em 29 Maio de 2020 | 23h15

Candidatos à APF apostam na formação

Lubango - Reformular o modelo de realização dos campeonatos municipais e provinciais de futebol nos escalões de formação, assim como criar políticas que os tornem regular é o ponto comum nas propostas dos dois candidatos à presidência da Associação Provincial de Futebol (APF) na Huíla.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Equipa do Ferroviário cujo clube faz parte da população votante

Foto: Valentino Yequenha

Concorrem ao cargo duas listas, sendo uma liderada por Pepé António (jornalista) e outra por Zinga Carlos (antigo árbitro).

As eleições acontecem na segunda quinzena de Junho, num acto que não contará com o actual líder do organismo, João Gonçalves, que decidiu não concorrer depois de dois mandatos à frente da APF (oito anos).

Em entrevista nesta terça-feira à Angop, Pepé António afirmou que a prioridade é desenvolver o futebol a partir dos escalões de formação, usando um modelo que não dependa muito de financiamento público.

O antigo futebolista disse que a sua estratégia passa por massificar o futebol através da mobilização de apoios que ajudarão a concretizar acções de descoberta de novos valores, com incentivos à prática a partir dos infantis nos 14 municípios.

Sublinhou ainda a necessidade de reorganizar e impulsionar os campeonatos municipais, bem como promover encontros com as associações congéneres para trocas de experiência do ponto de vista organizativo, administrativo e de gestão

Por sua vez, o antigo árbitro Zinga Carlos sublinhou que um dos seus desafios é criar núcleos da modalidade nos municípios, bem como buscar talentos que alavanquem a modalidade a partir das aldeias, com a distribuição de incentivos em equipamentos e material desportivo.

Assegurou, também, que vai persuadir a classe empresarial a apoiar tais núcleos, quer do ponto de vista técnico como organizacional.

A população votante é constituída por 10 clubes federados e não federados, com destaque para o Desportivo da Huíla, Benfica Petróleos do Lubango, Sporting, Recreativo da Chibia e Ferroviário da Huíla.

Esta entrevista à Angop ocorreu numa altura em que, por via de um Decreto sobre a Situação de Calamidade Pública, foi autorizada o retorno das actividades desportivas federadas e de lazer partir do dia 27 de Junho, após terem sido suspensas a 23 de Março devido à covid -19.

Tornado público segunda-feira, em Luanda após prorrogação do Estado de Emergência por três vezes, o documento orienta, no entanto, acções desportivas à porta fechada, obedecendo as regras de biossegurança e o distanciamento físico.

Assuntos Futebol   Província » Huíla  

Leia também
  • 29/05/2020 23:09:35

    Futebol: FAF recebe verbas da CAF

    Luanda - A Federação Angolana de Futebol (FAF) recebe nos próximos tempos cerca de 200 mil dólares americanos da Confederação Africana (CAF), para mitigar a crise financeira causada pela covid -19, segundo o sítio da instituição.

  • 29/05/2020 20:14:52

    Goleador angolano pode rumar para Espanha

    Luanda - O atacante angolano que evolui no Moreirense da Primeira Liga Portuguesa de futebol, Fábio Abreu, pode jogar no Real Zaragoza de Espanha, segundo o sítio "eldesmarque.com", que traz em destaque a imagem do atleta festejando um golo.

  • 24/05/2020 16:14:41

    Sagrada Esperança joga Taça da Confederação

    Luanda - O Sagrada Esperança da Lunda Norte é o segundo representante angolano indicado para disputar a Taça da Confederação Africana em futebol, beneficiando da desistência do Interclube, já comunicada por carta dirigida ao Conselho Técnico Desportivo, alegadamente por razões financeiras.