Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

07 Setembro de 2020 | 08h16 - Actualizado em 07 Setembro de 2020 | 09h21

Angola vê dois activos no andebol romeno

Luanda - Num espaço de menos de dez dias o andebol nacional colocou dois dos principais activos em equipas masculina e feminina da primeira divisão da Roménia, país com credenciais ao nível do andebol europeu e mundial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Albertina Cassoma MVP do CAN`2018

Foto: Foto - cedida

Trata-se de Romé Hebo, que assinou um contrato por duas épocas (2020/2022) com os masculinos do Dínamo de Bucareste, e de Albertina Cassoma, contratada por uma época (2020/21) pelos femininos do CS Rapid Bucuresti, tal como refere o sítio da Federação Angolana de Andebol (FAAND).

Numa altura em que o sorteio do Campeonato do Mundo sénior masculino de 14 a 31 de Janeiro do próximo ano, Egipto, colocou Angola no grupo C, considerado difícil por especialistas da modalidade, a contratação deste central, ex-1.º de Agosto, não podia ser melhor.

Na prova do Egipto, Angola vai defrontar na primeira fase a Croácia, o Qatar e Japão.  

De 28 anos de idade, Rome Hebo jogou a época passada pelo Sport Lisboa e Benfica de Portugal.

O internacional, que se destaca pelo potente remate, impressionou durante o Campeonato do Mundo co-organizado pela Alemanha e Dinamarca, em Janeiro de 2019, onde foi o melhor marcador do “sete” nacional com 34 golos em 51 tentativas, em sete jogos.

Hebo conquistou já duas medalhas de bronze no Campeonato Africano (CAN) disputado no Cairo'2016 e em Libreville'2018.

Já Albertina Cassoma, 24 anos de idade, é uma das pivot mais valiosas do país. É proveniente do 1.º de Agosto.

A atleta, que vai evoluir pela primeira vez numa equipa estrangeira, foi eleita a melhor jogadora (MVP) da 23ª edição do Campeonato Africano, decorrido em 2018, na cidade de Brazaville (Congo), prova ganha por Angola.

A jogadora fez ainda parte do sete ideal da competição que viu Angola a elevar para treze o número de títulos conquistados.

Com a selecção nacional, a atleta já venceu três campeonatos africanos: Marrocos (2012), Luanda (2016) e Brazzaville (2018).

Assuntos Andebol  

Leia também
  • 06/09/2020 19:56:31

    Angola calhou num grupo difícil - comentarista

    Luanda - Escalonada no grupo C do Campeonato do Mundo, em Janeiro de 2021, no Egipto, com a Croácia, Qatar e Japão, Angola enfrentará dificuldades perante selecções com maior nível competitivo, afirmou neste domingo, Fernando Maló, comentarista desportivo.

  • 06/09/2020 18:40:57

    Angola no grupo C do mundial de andebol

    Luanda - A selecção nacional sénior masculina de andebol está enquadrada no grupo C da 27ª edição do Campeonato do Mundo, a decorrer de 14 a 31 de Janeiro de 2021, no Egipto.

  • 04/09/2020 17:01:58

    Angolana lidera votação do "top ten" da EHF

    Luanda - Com 1,776 votos, equivalente a 77 por cento, a andebolista angolana Azenaide Carlos mantém-se na liderança na disputa ao primeiro lugar, entre as dez melhores atletas que vão participar, pela primeira vez, na Liga dos Clubes Campeões da Europa.