Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

27 Outubro de 2010 | 20h11 - Actualizado em 27 Outubro de 2010 | 20h11

Novabase Angola abre escritório em Luanda

Investimento

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda -  Responsáveis da empresa portuguesa Novabase Angola, ligada à área de tecnologias de informação e telecomunicações, anunciaram hoje, quarta-feira, em Luanda, a abertura do seu escritório no país.

Os dirigentes anunciaram hoje, em conferência de imprensa, a entrada em funcionamento desta firma cujo projecto já aprovado pelas autoridades angolanas, é detido a 50 porcento pela Novabase e outros 50 pelo grupo empresarial angolano António Mosquito, através da sua empresa Microcenter.

A empresa foi constituída com um capital social inicial de meio milhão de dólares, valor que poderá aumentar mediante o crescimento da própria empresa no mercado, segundo explicou o presidente executivo da Novabase Angola, Luís Paulo Salvado, que esteve ladeado do administrador executivo pela parte angolana, Miguel Vicente.

Salientou que Angola é um mercado com grande potencial e com muitas oportunidades no sector das tecnologias de informação, em áreas onde a Novabase está especialmente bem preparada.

Para isso, frisou "a Novabase pretende em Angola desenvolver uma capacidade local que tire partido da grande experiência e obra feita em outros países momeadamente em Portugal".

A missão desta empresa é de conceber, realizar e gerir soluções inovadas que permitam aos seus clientes obter benefícios superiores ao seu custo. Em Angola a Novabase terá sempre como alicerce a solidez, inovação, valorização das pessoas e o envolvimento com a comunidade onde se insere.

Criada em 1989, a Novabase encontra-se cotada na Bolsa de Valores de Lisboa desde 2000 e apresentou um volume de negócios de 241 milhões de euros.

Actualmente conta com mais de 2.000 colaboradores e, investe, em média, nove milhões de euros por ano em investimentos e desesenvolvimento, o que lhe tem permitido ser uma das empresas mais inovadoras nos mercados onde actua.

Com escritórios em países como Espanha, França, Alemanha, Polónia e Emiratos Árabes Unidos a empresa desenvolveu, em 2009, negócios em 28 países espalhados pelos cinco continentes.