Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

01 Dezembro de 2011 | 23h57 - Actualizado em 01 Dezembro de 2011 | 23h56

Lançada organização privada de empresários angolanos

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O Grupo de Lideres Empresariais Angolanos (LIDE) foi oficialmente lançado hoje, em Luanda, na presença de diversas personalidades ligadas a economia, desportos, cultura, educação e turismo.

Com o objectivo de trazer para o país boas práticas, a iniciativa visa igualmente ajudar a promover os vários sectores da economia nacional.

O Presidente do Comité de Gestão, Leonel Pinto, afirmou que o Lide é uma organização internacional e que constitui um orgulho para Angola ser o primeiro país africano a fazer o seu lançamento.

Explicou que o LIDE reúne as empresas principais de qualquer país e que "Angola não vai fugir a regra".

"Está definida a regra de selecção dos empresários a pertencer a organização e o comité de gestão tem a responsabilidade de, no prazo de 70 dias apresentar a estratégia a seguir de acordo com o padrão definido pelo comité internacional" - disse.

Informou que estão já seleccionados os sub comités de trabalho, nomeadamente o de saúde, educação, sustentabilidade, desporto, cultura e ambiente. " Dentro destes, será definida a prioridade para se tirar maior rentabilidade e colher as boas experiências dos vários lides já existentes", segundo o presidente da LIDE.

"Vamos tentar com esta organização através da sua cadeia promover eventos que possam ajudar o desenvolvimento de Angola nos vários sectores" - realçou.

Por sua vez, o ministro da Economia, Abraão Gourgel, referiu na ocasião que, para a sociedade angolana e o Executivo, o tecido empresarial é considerado o motor da economia.

Afirmou que as perspectivas para 2012 são neste momento mais favoráveis, pois projecta-se um crescimento acima dos 12 porcentos, contando para tal com a contribuição do sector petrolífero e de outros como a agricultura, agro-industrial, comércio, industria transformadora e demais serviços.

Segundo disse, a meta inflação é de, no máximo, 10 por cento, enquanto as reservas internacionais estão neste momento acima dos 24 mil milhões de dólares. Estas, adiantou, que deverão atingir níveis ainda mais elevados, garantindo assim protecção contra os possíveis efeitos do abrandamento da economia mundial.

Por seu lado, o economista Alves da Rocha, ao apresentar o tema sobre a Importância da cooperação empresarial no desenvolvimento das economias, referiu que para Angola, constituem factores essenciais neste domínio, a valorização dos recursos naturais, das industrias de materiais de construção, o capital humano e a expansão do mercado interno.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 22/01/2015 19:19:36

    Angola: BNA refuta informações sobre restrições de operações cambiais

    Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) refutou hoje, quinta-feira, as informações veiculadas por alguns órgãos e redes sociais, segundo as quais terá orientado os bancos comerciais a aplicarem restrições na realização de operações cambiais e utilização de cartões de pagamento, como resultado da redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional.

  • 22/01/2015 19:06:02

    Angola: Fortalecimento das micros empresas constitui meta do Ministério da Economia

    Luanda - O Ministério da Economia tem, dentre as suas metas, o fortalecimento e capitalização do empresariado nacional, em especial das micro, pequenas e médias empresas, informou o hoje, quinta-feira, em Luanda, o titular da pasta, Abraão Gourgel.

  • 20/01/2015 18:44:46

    Angola está preparada para responder ao "Choque Petrolífero" - Deutsche Bank

    Luanda - A unidade de análise económica do Deutsche Bank, da Alemanha, considera que Angola está mais bem preparada para responder ao choque petrolífero do que estava em 2008, mas alerta para a vulnerabilidade ao abrandamento da economia chinesa.

  • 20/01/2015 16:26:56

    Cunene: Membros da Unaca reunidos em assembleia

    Ondjiva - Os associados da União dos Camponeses Angolanos (Unaca) na província do Cunene estão reunidos desde hoje, terça-feira, em ondjiva, em assembleia-geral de balanço, com a finalidade de reforçar as actividades da organização junto dos membros.