Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

18 Abril de 2012 | 12h10 - Actualizado em 18 Abril de 2012 | 12h10

Especialista defende auto-emprego aliado à formação

Workshop

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda   - A formadora do Centro de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Sustentável da Alemanha, Celina Lopes, considerou hoje (quarta-feira), em Luanda, o auto-emprego como uma opção para integrar-se no mercado de trabalho, mas defendeu que este processo deve ser acompanhado de uma formação.

Em declarações à Angop, na abertura do workshop sobre “Identificação de potencialidades para ser empreendedor”, que decorre de 18 a 20 deste mês, Celina Lopes disse que é importante transmitir conteúdos teóricos de empreendedorismo a quem opta pelo auto-emprego.

Referiu que com a parceria do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP) e do Ministério da Administração Pública Emprego e Segurança Social (MAPESS), decidiu-se que numa primeira fase a formação fosse direccionada a formadores de empreendedorismo dos bairros Cazenga, Kicolo e Viana.

Realçou que a ideia de realizar a acção formativa surgiu depois de uma análise feita, em Março deste ano, em algumas instituições de empreendedorismo, onde se constatou que as potencialidades dos formandos para ser empreendedor não eram analisadas antes da formação.

Disse que futuramente o curso poderá representar uma pré condição antes de alguém iniciar-se no ramo de emprendedorismo e gestão de negócios.

O workshop está a ser realizado sob a égide do programa de formação profissional para o mercado de trabalho (FormPro), que é um programa bilateral entre Angola e a Alemanha, sendo a parte angolana representada pelo MAPESS e INEFOP. A parte  alemã é representada pelo Ministério Federal da Cooperação Económica.