Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

02 Maio de 2013 | 13h31 - Actualizado em 03 Maio de 2013 | 06h50

Novo programa de cooperação com Angola nas prioridades do PNUD

ONU

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda – A definição de um novo programa de cooperação entre o Executivo angolano e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) consta das prioridades do sistema das da Nações Unidas no país, no quadro do plano global de desenvolvimento 2015/2019.

A informação foi prestada hoje (quinta-feira), em Luanda, pela representante residente do PNUD em Angola, Maria do Valle Ribeiro, quando falava na abertura da apresentação do estudo sobre “Avaliação das contribuições do PNUD para os resultados de desenvolvimento de Angola (2004/2011) ”.

“Estamos a trabalhar para reforçar essa parceira entre o sistema das Nações Unidas e Angola. Digo o sistema porque Angola é membro da ONU, mas aqui estamos a falar do sistema operacional de emergências com Angola”, esclareceu a responsável.

Quanto ao estudo apresentado hoje, Maria do Valle Ribeiro disse ser de grande relevância para o conselho de administração do PNUD, pois ajuda a organização a melhorar o seu contributo do esforço de desenvolvimento dos países.

A avaliação referente à execução, no país, de projectos pelo PNUD no período 2002/2011, conclui que os programas implementados foram relevantes, particularmente, por estarem alinhados com as prioridades nacionais e adaptadas às mudanças do contexto pós-conflito.

Durante o período avaliado, refere o estudo, o PNUD Angola nem sempre foi capaz de alavancar as vantagens comparativas ou de demonstrar o seu valor acrescentado no trabalho de desenvolvimento no país.

Nas recomendações ficou assente que o Bureau Regional da África deverá auxiliar o escritório em Angola no desenvolvimento do próximo programa, de forma alinhada a uma gestão mais orientada para os resultados com foco nas contribuições para os objectivos de desenvolvimento.

O estudo visou, entre outros factores, avaliar a relevância e sustentabilidade dos resultados, bem como o posicionamento estratégico e as prioridades nacionais de desenvolvimento.