Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

28 Março de 2014 | 18h24 - Actualizado em 28 Março de 2014 | 18h24

Bengo: Centro de apoio à pesca da Barra do Dande voltado ao abandono

Barra do Dande - O estado de abandono em que se encontra actualmente o centro de apoio à pesca artesanal da comuna da Barra do Dande está a preocupar os pescadores artesanais da região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A inquietação foi manifestada hoje, sexta-feira, em entrevista à Angop, pelo presidente da cooperativa “Muquenguegi” dos pescadores da Barra do Dande, Manuel Francisco.

O responsável disse que a estrutura física do centro, construída há mais de três anos, está degradando aos poucos, devido o seu estado de abandono a que esta voltada.

Segundo Manuel Francisco, o empreendimento consta de um programa implementado nas sete províncias costeiras pelo Ministério das Pescas, no qual beneficiou de um empréstimo do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), com comparticipação do Executivo angolano para a construção de infra-estruturas de apoio à pesca artesanal na região.

Frisou que o empreendimento que aguarda pela sua inauguração conta com uma fábrica de gelo, uma câmara frigorífica, um grupo gerador, uma sala de formação, oficina mecânica e área administrativa.

Esta infraestrutura, de acordo com a fonte, foi erguida pelo Ministério das Pescas, com a finalidade de melhorar as condições de trabalho e de vida dos pescadores artesanais e suas famílias.

Barra do Dande, a par das comunas de Kicabo, Caxito, Mabubas e Úcua, faz parte do município do Dande, província do Bengo, com sede na cidade do Caxito. Tem uma população estimada em 16 mil e 510 habitantes, a maioria da qual se dedica à agricultura de subsistência, a pesca artesanal e ao comércio informal.  

Assuntos Pesca   Província » Bengo  

Leia também
  • 13/11/2018 17:02:08

    Criação de infra-estruturas vai dinamizar oferta do pescado

    Luanda - A criação de mais infra-estruturas de conservação no sector pesqueiro vai dinamizar a oferta do pescado no país e garantir o desenvolvimento económico, considerou hoje a coordenadora do projecto para o aumento da resiliência das acções climáticas no sistema de pescas de Benguela, Catarina Dias.

  • 13/11/2018 16:29:44

    Consumidores da ENDE acumulam dívida de AKZ 700 milhões

    Caxito - Setecentos e catorze milhões, 905 mil 78 e kwanzas é o valor da dívida acumulada nos últimos dois anos pelos consumidores da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) na província do Bengo, informou segunda-feira, em Caxito, o porta-voz da instituição, Luís Mendes de Carvalho.

  • 12/11/2018 16:43:35

    Vandalização de PT cria prejuízos de AKz 250 milhões a Caxito rega

    Caxito - Os actos de vandalismo registados nos últimos dois anos nos postos de transformação (PT) e cabines eléctricas do Perímetro Irrigado de Caxito causaram prejuízos avaliados em 250 milhões de kwanzas.

  • 01/11/2018 16:57:47

    Energia e Águas e Pescas querem valorizar recursos hídricos

    Luanda - Os ministérios da Energia e Águas e das Pescas e do Mar assinaram nesta quinta-feira, em Luanda, um protocolo de partilha de dados sobre a utilização dos recursos hídricos, uma medida que visa proteger e valorizar mais os recursos hídricos nacionais.