Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Abril de 2014 | 18h08 - Actualizado em 14 Abril de 2014 | 08h12

Benguela: Administração da Baía Farta pretende plano de desenvolvimento equilibrado nas comunas

Baía Farta - A administração municipal da Baía Farta, litoral de Benguela, pretende promover um desenvolvimento socio e económico local equilibrado em todas as comunas, visando reduzir assimetrias na alocação de investimentos com prioridade para agricultura, educação, saúde, água e saneamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação consta de um documento apresentado sexta-feira última, ao deputado do MPLA para o círculo provincial, Veríssimo Sapalo, no quadro da sua visita de constatação a execução das obras no município, dirigido pela administradora municipal Maria João.

De acordo com o documento, a visão do eixos de programa incluem o desenvolvimento institucional através da aplicação de normas e regulamentos administrativos, formação permanente de quadros, atrair investimentos privados para explorar os potências no ramo agrícola, pecuário e turístico e piscatório

.

Apoiar a criação de pequenas indústrias de transformação e conservação de produtos agrícolas e incentivar as famílias que se dedicam a pesca, pecuária, comércio para garantir o combate à fome e a pobreza, são outras linhas directivas dos eixos de desenvolvimento.

Para 2014 o município conta com um orçamento global de mil milhões e 389 milhões e 031 mil e 849 cêntimos para projectos de investimentos públicos, apoio ao desenvolvimento, cuidados primários de saúde e actividades básicas.

O programa prevê construção de uma escola do primeiro ciclo do ensino secundário  na sede municipal, outras duas na orla marítima sul, assim como um posto médico na povoações de Kambenje, comuna da Kalahanga, 113 quilómetros da vila.

O projecto integrado municipal de desenvolvimento rural e combate à pobreza prevê a construção e ampliação de sistemas de águas, construção de feiras e mercados rurais, casas e jangos comunitários para juventude, sistemas de regadio,  reabilitação de pontes, construção de chimbacas, loteamento e correção de terras aráveis, reactivação de armazéns e cilos, tradicionais, entre outros.

De acordo com o documento, várias obras estão em execução com destaque para a construção de mil casas, um hospital municipal de referência, instituto politécnico, na sede, reabilitação de dois centros de saúde, sendo um na sede e outro na comuna de  Dombe-Grande e três escolas primárias e igual número de postos médicos nas povoações.

Por sua vez,  o deputado Veríssimo Sapalo, manifestou-se satisfeito pela execução de obras e a  programação de acções e projectos gizados pela administração municipal da Baia Farta.

Em entrevista a Angop, Veríssimo Sapalo disse que, os planos da administração respondem as exigências do plano geral de desenvolvimento, inseridas no plano de governação do MPLA param o período 2013/2017.

Solicitou o empenho das autoridades administrativas na concretização dos planos traçados visando o desenvolvimento local e melhoria das condições de vida das populações.

Com uma extensão geográfica de seis mil 744 quilómetros quadrados, o município da Baía Farta possui uma população estimada em 125 mil habitantes, distribuídos em três comunas nomeadamente Dombe-Grande, Kalohanga e Equimina.

A  rede escolar conta com um universo de 44 mil 671 alunos matriculados no presente ano lectivo, assegurados por mil 439 professores, e uma rede escolar de 151 salas de aulas, cinco mil carteiras, enquanto a saúde conta com  24 unidades sanitárias, entre dois hospitais, seis centros de saúde, 14 postos médicos assistidos por 10 médicos, dos quias seis estrangeiros, e mais 206 trabalhadores entre técnicos e auxiliares administrativos.

Leia também
  • 04/11/2018 19:40:32

    Feira de literacia financeira termina com mais de 16 mil visitantes

    Benguela - Dezasseis mil 928 pessoas visitaram a feira de educação financeira do Banco Nacional de Angola (BNA), de 27 de Outubro até hoje, domingo, no jardim 11 de Novembro, desta cidade, no quadro das festividades do 42º aniversário da instituição e do 31 de Outubro, Dia Mundial da Poupança.

  • 02/11/2018 10:13:46

    Fazenda Vista Alegre prevê aumentar produção de álcool etílico em 2019

    Lobito - Aumentar a produção de álcool etílico para cerca de 50 mil litros por dia, em 2019, de forma a satisfazer as necessidades do mercado nacional, é uma das metas da Fazenda Agro-industrial Vista Alegre, do grupo Alves & Irmãos, instalada na comuna do Cayave, município de Caimbambo, em Benguela.

  • 31/10/2018 20:05:16

    Defendida promoção de seminários de abordagem económica e financeira

    Benguela - O director do Instituto Nacional de Formação de Finanças Públicas (INFORFIP), Paulo Ringote, defendeu hoje, em Benguela, a necessidade da promoção de mais seminários que ajudam a melhorar a percepção da abordagem de natureza económica e financeira pública, no actual contexto da economia angolana, a nível local.

  • 31/10/2018 19:53:42

    Estudantes premiados pela conquista do concurso nacional de poupança

    Benguela - Três alunos, com idades compreendidas entre os 15 e 18 anos, das províncias do Cunene e do Namibe foram agraciados hoje (quarta-feira), com meios informáticos e audiovisuais pela conquista dos primeiros lugares do concurso nacional de educação financeira, promovido pelo Banco Nacional de Angola, de Abril a Agosto deste ano, em todo país.