Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Maio de 2014 | 17h44 - Actualizado em 07 Maio de 2014 | 17h44

Lula da Silva satisfeito com parceria Angola/Brasil para produção de cana-de-açúcar

Cacuso - O ex-presidente da República Federativa do Brasil Lula da Silva mostrou-se terça-feira em Capanda, Comuna do Pungo Andongo (município de Cacuso) satisfeito com a parceria entre empresas brasileiras e angolanas, na construção da Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), que vai produzir cana-de-açúcar, visando impulsionar o desenvolvimento económico e fortalecer a cooperação entre os dois países.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

“Estou bastante impressionado em saber que empresas brasileiras e angolanas estão ajudando a promover e a desenvolver cada vez mais a independência alimentar do país”, realçou Lula da Silva, no final da visita que efectuou ao projecto Biocom,  localizado no Polo Agro-industrial de Capanda.


O ex-presidente brasileiro fez saber que com a produção de açúcar, etanol e energia eléctrica, o projecto Biocom vai contribuir para o desenvolvimento do país e assegurar a sustentabilidade alimentar do povo angolano.

O director para os assuntos institucionais e comercial da Biocom, Luís Bagorro, fez saber que, a partir do mês de Junho deste ano, o projecto vai começar a produzir energia eléctrica, através do bagaço de cana-de-açúcar. As instalações da central eléctrica e os postos de condução de energia já foram instalados.

Fez saber que numa primeira fase, o projecto vai gerar 117 gigawatts de energia eléctrica e, posteriormente, poderá subir para 340 gigawatts.

De acordo com Luís Bagorro, o projecto, implementado pela primeira vez em Angola, vai produzir cerca de 260 mil toneladas de açúcar e 30 milhões de litros de etanol, através da cana-de-açúcar.

“O projecto, numa primeira fase, vai contribuir para a redução das importações. A perspectiva é que até 2018 atinja a maturação, tendo em conta que a quantidade de açúcar actualmente importada será produzida em Angola”, explicou.

A segunda fase, adiantou o gestor, vai arrancar em 2020 e prevê-se produzir açúcar para tornar Angola num país exportador do produto.

O responsável sublinhou que após a conclusão, o projecto prevê empregar mais de 10 mil cidadãos.

A Companhia de Bionergia de Angola, localizada em Cacuso, província de Malanje, uma parceria entre a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola e os grupos brasileiro Odebrecht e angolano Damer, é o maior projecto agro-industrial associado à produção de energia renovável de origem não-mineral.
 

Leia também
  • 08/11/2018 07:36:49

    Angola/Zâmbia: Oleoduto avaliado em cinco mil milhões de USD

    Luanda - Cerca de cinco mil milhões de dólares americanos é o montante previsto pelo governo zambiano, para a construção do oleoduto que poderá ser implementado entre Angola e a Zâmbia disse, na noite desta quarta-feira, em Luanda, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos de Angola, Diamantino Azevedo.

  • 04/11/2018 22:01:47

    Peritos de Angola e Zâmbia preparam reunião ministerial sobre petróleo e gás

    Lusaka - Especialistas angolanos e zambianos realizaram neste domingo, em Lusaka, um encontro a fim de preparar a reunião desta segunda-feira entre o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, e seu homólogo zambiano da Energia, Matthew Nkhuwa.

  • 01/11/2018 17:56:46

    França quer intensificar cooperação no domínio agro-alimentar

    Malanje - A cooperação entre Angola e França no domínio da investigação agro-alimentar e veterinária poderá ser incrementada nos próximos tempos, para responder aos desafios do país de diversificar a economia, anunciou hoje, em Malanje, o docente da Montpellier SupAgro (instituição superior de formação agrícola de França) Guillaume Baud.

  • 01/11/2018 12:19:58

    Mais de 32 mil famílias envolvidas na campanha agrícola 2018/2019

    Kiwaba Nzoji - Trinta e duas mil e 691 famílias estão envolvidas na Campanha Agrícola 2018/2019 em Malanje, aberta quarta-feira, pelo governador provincial, Norberto dos Santos, na qual se prevê o cultivo de 112 mil e 228 hectares de mandioca, 13 mil e 290 de feijão, oito mil e 860 de batata-doce e cinco mil e 907 de milho.