Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Janeiro de 2016 | 18h31 - Actualizado em 11 Janeiro de 2016 | 18h31

Moxico: Antigos combatentes destacam importância do projecto agrícola de Camaiangala

Luena - Os antigos combatentes e veteranos da Pátria no Moxico consideraram hoje, segunda-feira, em Camanongue, o projecto agro-industrial de Camaiangala um empreendimento importante na garantia da oferta de produtos alimentares à população.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O projecto visitado por um grupo de antigos combatentes e veteranos da pátria, no âmbito do 15 de Janeiro, consagrado aos ex-guerrilheiros, localiza-se a 20 quilómetros da sede municipal de Camanongue (Moxico).

Falando em nome da comitiva, o antigo combatente Jorge António disse que a iniciativa do Governo é louvável, pois o projecto contribuirá, grandemente, na dieta alimentar das famílias da região leste e não só.

Por sua vez, o assistente do projecto Russo Lhi explicou aos visitantes que para a campanha agrícola 2015/2016, a fazenda preparou 650 hectares de terra, dos quais 500 para cultivo do milho, 50 de feijão e igual número de soja, prevendo colher três mil e 500 toneladas de milho e mil e 500 de feijão e soja.

Informou que a fazenda conta com 72 trabalhadores entre mecânicos, técnicos de informática, operadores de máquinas e de campo, auxiliados por 14 técnicos angolanos especializados, provenientes das escolas médias e superiores do país e formados na República da China, para assegurar o seu pleno funcionamento.

Orçado em 70 milhões de dólares, o projecto agro-industrial de Camaniangala está implantado numa área de 16 mil hectares, na confluência dos rios Cassai e Luxia. A fazenda agrícola será transformada numa cadeia produtiva, com opção para o cultivo em grande escala de milho e arroz.

Na província do Moxico, a direcção provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria controla sete associações agrícolas, que alberga mil assistidos, que desenvolvem a agricultura de subsistência e que cultivam mandioca, milho, feijão, batata-doce, tatata rena, arroz, hortícolas diversas e citrinos (laranja, tangerina, limão, entre outros).

Leia também
  • 05/02/2019 19:14:15

    Angola quer ajuda francesa para edificar economia forte

    Luanda - O Executivo angolano está a contar com ajuda do Governo francês para a edificação no País de uma economia forte, menos dependente do petróleo, competitiva e capaz de gerar prosperidade.

  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.

  • 02/02/2019 06:20:13

    Economistas consideram oportuna revisão do OGE/2019

    Luanda - O economista Lopes Paulo considerou nesta quinta-feira, em Luanda, um imperativo a revisão em baixa do Orçamento Geral do Estado (OGE/2019), com preço referência do barril de petróleo a situar-se entre 50 a 55 dólares.