Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Setembro de 2016 | 08h22 - Actualizado em 20 Setembro de 2016 | 08h34

Angola rubrica memorando sobre redes empresariais

Luanda - Angola e Moçambique rubricaram um Memorando de Entendimento que visa desenvolver as redes empresariais, com destaque para a exploração de petróleo, gás natural, logística de petróleo e agro-negócios.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista Parcial da Cidade de Maputo, Moçambique

Foto: ADRIEN BARBIER

Rubricado em Maputo (Moçambique), o memorando de Entendimento vai consolidar os laços de cooperação entre os dois países, refere uma nota de imprensa da Câmara de Comércio e Indústria de Angola (CCIA) a que a Angop teve acesso nesta terça-feira.

O referido instrumento vai, também, promover e intensificar o estabelecimento de relações firmes através do intercâmbio técnico-profissional, económico e na área de formação.

O documento foi rubricado pelo vice-presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), Eliseu Gaspar e pelo presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Rogério Manuel.

A CCIA refere que a execução do memorando é anual. Angola e Moçambique têm relações económicas comerciais a nível da Comunidade de Desenvolvimento da África (SADC), uma organização que comporta 14 países da região.

Na deslocação a Maputo (Moçambique) fizeram parte da delegação angolana membros da CCIA, Associação Fiscal, AIA, Associação Agro-pecuária Comercial e Industrial da Huila (AAPCIL) e do Conselho das Associação Empresariais de Angola.

Assuntos Cooperação   Economia  

Leia também
  • 20/09/2016 14:16:09

    Angola: Responsável lamenta elevadas perdas de cereais em África

    Luanda - O secretário de estado para Agricultura, José Amaro Tati, lamentou hoje, terça-feira, os elevados níveis de perdas de cereais, especialmente em África, onde a insegurança alimentar e nutricional continuam a ser um grande desafio.

  • 20/09/2016 14:06:15

    Angola: África Subsariana regista perda de USD 4 biliões de cereais por ano

    Luanda - As perdas dos cereais na África Subsariana foram estimados em USD 4 biliões por ano, o suficiente para fornecer requisito mínimo de alimentos a 48 milhões de pessoas, o equivalente a população de Angola, Zimbabwe, Suazilândia, Namíbia e do Malawi.

  • 20/09/2016 09:33:36

    Huíla: Vice-governador realça aposta no sector eléctrico

    Lubango - A aposta nos sectores de energia, águas, vias de comunicação, transportes e plataformas logísticas é crucial para potenciar o programa de diversificação da economia, em curso no país, afirmou hoje, no Lubango, o vice-governador da Huíla, Sérgio da Cunha Velho.