Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

24 Setembro de 2016 | 08h19 - Actualizado em 24 Setembro de 2016 | 08h19

Cuanza Norte: Preços de produtos da cesta básica reduz em Ndalatando

Ndalatando - Os preços de alguns produtos da cesta básica registaram, nas últimas semanas, uma baixa nos mercados informal e formal da cidade de Ndalatando, sede da província do Cuanza Norte, dando certo conforto e poder de compra aos consumidores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Produtos da cesta básica expostos num estabelecimento comercial

Foto: Eliseu Veloso/Arquivo

Numa ronda feita na sexta-feira, pela à Angop, em vários estabelecimentos comerciais locais constatou-se a baixa de preços de alguns produtos da cesta básica como óleo alimentar, massa alimentar, arroz, farinha de milho e de trigo, bem como açúcar.

Um gerente de uma loja, que se identificou apenas por Sidi, admitiu que o preço de saco de arroz de 25 quilogramas, que até a semana passada custava 10 mil e 500 kwanzas, baixou para sete mil e 500 kwanzas, a caixa de massa alimentar de quatro mil e 500 para três mil e 800 kwanzas.

Num outro estabelecimento comercial, constatou-se que um bidon de 20 litros de óleo alimentar que custava 20 mil kwanzas está agora a ser comercializado ao preço de 11 mil kwanzas, enquanto o de cinco litros reduziu de quatro mil e 500 para três mil e 500 kwanzas.

O gerente do referido estabelecimento comercial, de nacionalidade mauritaniana, e que se recusou a identificar-se atribuiu a descida dos preços ao acesso facilitado às divisas para a importação de mercadorias, que se tem vindo a registar nos últimos dias, fruto das novas políticas cambiais do Banco Nacional de Angola (BNA).

Por outro lado, a satisfação surgiu também dos consumidores, sobretudo com o  da farinha de trigo, que motivou nos últimos meses a subida do preço do pão e a redução do seu tamanho, agora a ser comercializado a  12 mil, contra os 22 mil kwanzas praticados  anteriormente.

Manuel Neves, um dos consumidores entrevistados, considera que a redução dos preços de alguns produtos da cesta básica representa um alívio para as famílias que viram, durante vários meses, o seu poder de compra baixo.

Louva os esforços que o Governo tem vindo a empreender no sentido de devolver o poder de compra aos cidadãos.

A mesma satisfação foi manifestada pelos cidadãos António Domingos e Maria Manuel que esperam a redução dos preços de outros produtos indispensáveis a vida das famílias.

Leia também
  • 24/09/2016 08:15:23

    Cuanza Norte: Destacada importância do turismo na erradicação da pobreza

    Ndalatando - O docente universitário Bumba de Castro destacou, nesta sexta-feira, em Ndalatando, capital do Cuanza Norte, a importância do turismo para a erradicação da pobreza e a diversificação económica do país, por ser uma actividade que cria oportunidades e oferece condições para o desenvolvimento de outras.

  • 24/09/2016 07:30:23

    Angola: Anúncio do reajuste do preço da UTT é destaque da semana

    Luanda - O anúncio do reajuste do preço da Unidade de Taxa de Telecomunicações (UTT), feito pelo ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, constitui destaque do noticiário económico produzido pela Angop nos últimos sete dias.

  • 23/09/2016 19:23:45

    Angolana "Omnidata Trading" recebe certificação ISO 9001

    Luanda - A empresa angolana ligada a soluções integradas no mercado de tecnologia de informação e comunicação, Omnidata Trading Lda, faz parte, desde hoje (sexta-feira), das instituições certificadas com o selo ISO 9001.

  • 23/09/2016 18:52:45

    Ministro destaca potencial turístico de Angola na região Austral

    Luanda - O ministro da Hotelaria e Turismo, Paulino Baptista, destacou o nesta sexta-feira o potencial turístico do país quanto aos atractivos naturais, culturais, fauna, sol e mar.