Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Março de 2017 | 22h09 - Actualizado em 09 Março de 2017 | 22h08

Malanje: Administrador destaca ganhos do município de Cacuso com a barragem de Laúca

Malanje - A barraguem hidroelectrica de Laúca, em construção no município de Cacuso, província de Malanje, vai propiciar um desenvolvimento sustentável dos sectores social, económico e não só da região e do país em geral, através da geração de energia eléctrica, que é o motor da indústria e factor de crescimento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Tomada de água da barragem de Laúca

Foto: Fotos de Francisco Miudo

Essa visão é do administrador municipal de Cacuso, Caetano Tinta, manifestada hoje à Angop, quando perspectiva as vantagens do enchimento da albufeira da mesma barragem que inicia sábado (11), com vista a permitir que a partir do mês de Julho a primeira turbina gere energia.

De acordo com o responsável, com a entrada em funcionamento desse empreendimento, haverá mais energia em qualidade e será impulsionado o surgimento da indústria, numa altura em que já tem sido recebido solicitações de investimentos no domínio industrial.

Precisou que estes investimentos que se anteveem, são os indicadores de desenvolvimento que Cacuso poderá atingir nos próximos tempos.

“A barragem de Laúca é uma mais valia para o desenvolvimento do município de Cacuso, na vertente energética e na área social, na medida em que trouxe emprego para muitos jovens do município e está a ajudar nas questões ligadas à formação profissional, alfabetização e construção de infra-estruturas”, frisou.

Por outro lado, Caetano Tinta destacou o parque industrial de Cacuso, como outro elemento que aliado a barragem de Laúca, vai proporcionar progresso e bem-estar social da população, rumo ao desenvolvimento.

Precisou que o referido parque ainda não corresponde com as expectativas, mas também tem sido alvo de interesse de investimento por parte de muitos empresários, o que virá a acontecer com o surgimento de mais energia a partir da barragem de Laúca, acrescentando que a administração tem as portas abertas para qualquer investimento, já que Cacuso é também uma região agrícola e que desenvolveria com a existência de fábricas de transformação de produtos do campo.

Apontou a fábrica de batata frita cujas obras de iniciativa privada, já estão em curso e uma serração para a transformação de madeira, como sendo os dois exemplos palpáveis de desenvolvimento económico e industrial da região.

A Barragem de Laúca localiza-se num espaço do curso do rio Cuanza entre a confluência dos rios Sevi e Catoco (limite das províncias de Malanje e Cuanza Sul), prosseguindo o curso deste último até a sua nascente, avançando pela linha que liga à nascente do rio Ngando até à confluência do rio Teje,  que separa Malanje do Cuanza Norte.

A barragem está projectada para produzir 2 mil e 70 megawatts de energia, repartidos por seis turbinas de 334 megawatts cada, em duas centrais.

A central principal vai gerar 2 mil e 4 megawatts, enquanto a ecológica com capacidade para gerar 67 megawatts entrará em funcionamento em 2018.

A barragem da Laúca, a terceira em construção ao longo rio Kwanza, ao lado de Cambambe e Capanda, é actualmente o maior projecto de engenharia civil do país.

Leia também
  • 05/02/2019 19:14:15

    Angola quer ajuda francesa para edificar economia forte

    Luanda - O Executivo angolano está a contar com ajuda do Governo francês para a edificação no País de uma economia forte, menos dependente do petróleo, competitiva e capaz de gerar prosperidade.

  • 05/02/2019 12:26:06

    Troços Lucala/Cacuso e Malanje reabertos

    Malanje - Os troços rodoviários que ligam os municípios de Lucala/Cacuso e Cacuso/Malanje, numa extensão de 68 quilómetros cada, ao longo da estrada nacional 230, foram reabertos nesta segunda-feira.

  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.