Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Abril de 2017 | 17h03 - Actualizado em 23 Abril de 2017 | 00h26

Angola: Levantamento de dinheiro sem cartão começa em Setembro

Luanda - O sistema de levantamento sem cartão nos Terminais Multicaixas entram em funcionamento em Setembro deste ano, anunciou nesta sexta-feira, em Luanda, o administrador executivo da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), Sociedade da rede Multicaixa, Edgar Bravo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

A partir de setembro, mesmo sem cartão utentes poderão levantar dinheiro

Foto: António Escrivão

transacções no Multicaixa

Foto: Tarcisio Vilela

 Edgar Bravo, que falava por ocasião dos 15 anos de existência da EMIS, assinalados dia 18 deste mês,  sublinhou que neste momento, o sistema de levantamento sem cartão está na fase de desenvolvimento, esperando pelos testes para posteriormente ser colocado à disposição do público. 

De acordo com o responsável, a EMIS está a trabalhar no sentido de implementar faseadamente o sistema de levantamento sem cartão, como forma de massificar os serviços de pagamentos electrónicos em Angola, garantindo segurança, eficácia e inovação ao menor custo possível.
 

Quanto ao funcionamento, explicou que uma pessoa, mesmo que não tenha uma conta bancária ou um cartão possa dirigir-se a um ATM e fazer o levantamento do numerário.
 

“Esse levantamento começará por alguém que tenha uma conta bancária. Vai ao ATM e faz um pedido de autorização de enviar um montante para alguém, nessa altura é gerada um código que é enviado ao beneficiário que devera deslocar-se ao ATM, introduz o código e faz o levantamento”, disse.


Segundo Edgar Bravo, além do sistema de levantamento sem cartão, a empresa está a trabalhar igualmente para implementação de outros serviços, como o serviço de Multicaixa no telemóvel, que vai disponibilizar funcionalidades da rede no telemóvel, excepto levantar dinheiro e o pagamento por via da Web.
 

Nos serviços de ATMs podem ser feitas consulta de saldo, movimentos, levantamentos de notas, alteração de PIN, pedido de livro de cheque, captura de cartões, recargas telefónicas, pagamentos de facturas, apresentação eléctricas de facturas, consulta do INBAN, transferências bancárias, segunda via do talão carregamento e outros serviços, pagamentos por sector, levantamentos internacionais e consultas de saldos internacionais.
 

A EMIS é uma sociedade anónima detida pelo Banco Nacional de Angola (BNA) e pelos bancos comerciais, com objectivo de contribuir para a massificação do pagamento electrónico e a eficiência geral do sistema de pagamentos, garantindo segurança, eficácia, comodidade e inovação, ao menor custo possível. O primeiro cartão Multicaixa foi lançado a 18 de Abril de 2002.


 

Assuntos Banca   Economia   Finanças  

Leia também
  • 22/04/2017 18:45:26

    Cuando Cubango: Projecto apícola para comunidades San

    Menongue - Pelo menos 60 pessoas das comunidades San (Khoisan), que vivem na área favorável para a exploração do mel, no município de Menongue, província do Cuando Cubango, vão beneficiar, a partir de Junho deste ano (2017), de um projecto de exploração de mel, avaliado em 100 mil dólares norte-americanos.

  • 22/04/2017 17:16:55

    Angola: Inaugurada representação do Natrabank

    Luanda - O ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, inaugurou hoje, em Luanda, a sede da representação do Natrabank, o primeiro banco de recursos naturais de África.

  • 22/04/2017 12:24:03

    Angola: AGT apela funcionários ao pagamento de impostos

    Luanda - A Administração Geral Tributária (AGT) apelou neste sábado, em Luanda, aos funcionários públicos, no sentido de honrarem com rigor, dedicação e responsabilidade a sua missão de pagamento de impostos, uma das obrigações do cidadão para com o Estado.

  • 22/04/2017 06:09:51

    Angola: Governante defende introdução de normas internacionais no tecido empresarial

    Luanda: O ministro da economia, Abraão Gourgel, defendeu a necessidade da introdução de normas internacionais que atendam a especificidade do tecido empresarial nacional, devido a existência de um grande número de pequenas e médias empresas.