Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Julho de 2017 | 14h29 - Actualizado em 14 Julho de 2017 | 16h15

Angola e França assinam acordos de cooperação e financiamento

Luanda - Dois acordos, um dos quais de autorização de estabelecimento da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) em Angola e outro de financiamento de projectos ligados ao sector das águas, foram assinados hoje, sexta-feira, em Luanda,

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Archer Mangueira trocando memorando com directora da AFD, Martha Stein- Scochas

Foto: Alberto Juliao

Ministro das Finanças, Archer Mangueira e embaixador francês, Silvain Itté, na sessão de assinatura de um acordo

Foto: Alberto Juliao

O primeiro acordo, que trata da autorização de estabelecimento da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) em Angola, foi rubricado pelo ministro das Finanças, Archer Mangueira, e pelo embaixador francês, Silvain Itté.

Este pacto, de carácter inter-governamental entre Angola e França, visa permitir a AFD se fixar oficialmente no país para trabalhar em projectos de financiamentos ligados às áreas de desenvolvimento como água, energia e agricultura.

Ao passo que o segundo acordo, de financiamento, foi rubricado pelo ministro Archer Mangueira, representante residente do Banco Mundial (BM) em Angola, Clara de Sousa, e pela directora da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Martha Stein- Scochas.

Tal acordo vai financiar um projecto de fornecimento de água a zonas periurbanas de nove províncias de Angola, dentre as quais Huíla e Namibe, e está avaliado em 545 milhões de dólares norte-americanos.

Deste valor, USD 95 milhões foram concedidos por Angola, USD 200 milhões pelo Banco Mundial, USD 150 milhões pela Agência Francesa de Desenvolvimento e o valor de USD 100 milhões será financiado por um parceiro já identificado pelo BM.

No final da sessão, o embaixador francês considerou fundamental o acordo que permite a fixação da AFD em Angola, por constituir mais uma peça da estrutura da presença francesa em Angola.

Com a presença da AFD em Angola, segundo o diplomata da França, há sobretudo a possibilidade de financiamento de projectos concretos no domínio da cooperação entre os dois países.

Além da área das águas, o Silvain Itté referiu que a Agência trabalha em outros projectos como de infra-estruturas, avicultura e energia, mas este é o primeiro acordo de financiamento firmado hoje com o ministro Archer Mangueira.

Em relação ao segundo acordo, a representante do BM disse que já têm estado a trabalhar no sector há 15 anos e que este é um novo projectos sobre as águas que foi desencadeado pelo Banco.

“ Tivemos a honra de trazer connosco parceiros como a Agência Francesa de Desenvolvimento e esperamos trazer outros parceiros à medida que formos avançando no sector de água, que tem uma importância fundamental para o desenvolvimento de Angola no contexto do programa Água para Todos”, considerou.

Informou também que fizeram uma projecção de 950 mil pessoas que vão beneficiar de água , 50 porcento das quais são mulheres.

Para além disso, disse a gestora, o projecto tem um infoque grande no fortalecimento das instituições que gerem o sector das águas em Angola, que é na maneira de ver do BM, uma forma de perpetuar a boa gestão do sector.

Clara de Sousa explicou que o projecto já começou, porque segue a implementação de um projecto inicial e que dentro dos próximos dois a três meses se efectivará .

Por sua vez, a directora da AFD, de forma muito lacónica disse que sua instituição prevê financiar todos os anos projectos com um valor estimado entre 150 e 200 milhões USD energia, água e agricultura.

Assuntos Economia  

Leia também