Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

04 Agosto de 2017 | 12h59 - Actualizado em 04 Agosto de 2017 | 15h58

Dados cronológicos sobre Barragem de Laúca

Luanda - A construção da barragem de Laúca constitui um longo processo que vem da década 50 do século XX, mas apenas agora vai conhecer a sua conclusão com a entrada em funcionamento da primeira turbina de 334 megawatts.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Malanje: linhas de transporte de energia da barragem de laúca inaugurada pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos

Foto: Pedro Parente

Malanje : Ministro da energia e aguas, João Baptista Borges, fala sobre a centrala hidroeléctrica do Laúca

Foto: Pedro Parente

Eis os dados cronológicos:

Em 1950, a pedida da empresa pública Sociedade Nacional de Estudo e Financiamento de Empreendimentos Ultramarinos (sonefe), a empresa Hydrotechnic Corporation (USA) faz o inventário do potencial da bacia do Médio Kwanza e conclui que podem ser construídas entre Cacuso (Malanje) a Cambambe (Cuanza Norte) sete grandes barragens, dentre as quais a de Laúca.

Em 2008, foi retomado o inventário com a realização dos estudos de viabilidade económica sobre o projecto Laúca, solicitados pelo Governo angolano à Odebrecht.

Em 2009, foi realizado o estudo de impacto ambiental, cumprindo os requisitos exigidos pelas normas ambientais internacionais.

A 22 de Junho de 2012, o então ministro de Estado e da Coordenação Económica, Manuel Vicente, procedeu ao lançamento da primeira pedra para o desvio do Rio Kwanza, para construção do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, com capacidade para produzir dois mil e 70 megawatts.

A 5 Setembro de 2014, o Chefe do Estado, José Eduardo dos Santos, preside a cerimónia de desvio do rio, para início de construção do paredão (barragem), com 156 metros de altura e mil e 242 metros de cumprimento.

A 11 de Março deste ano (2017), dá-se início ao enchimento da albufeira (com área de 188 km2), um processo que teve a duração de 120 dias, um passo decisivo para geração de energia eléctrica, a partir de Julho.

A 9 de Julho, iniciam os ensaios de sincronização de cargas da primeira turbina de Laúca com a rede nacional de energia.

Dados técnicos da barragem:

Produção de energia: 2070 Megawatts

Altura: 156 metros

Largura da barragem: dois mil e 200 metros

Albufeira: 188 km2

Quantidade de água retida: 2,6 biliões de metros cúbicos

Queda útil da barragem: 200 metros 

Betão produzido e compactado com cilindro: 3,1 milhões de metros cúbicos

Betão estrutural: 500 mil metros cúbicos

Escavações a céu aberto: sete milhões de metros cúbicos

Escavações subterrâneas: 1,6 milhões de metros cúbicos de rochas sedimentares e metamórficas.

Túneis abertos: 15 quilómetros

Subestação a céu aberto: Com capacidade de 400/200/60 Kilovolts.

Linha de transporte: 754 quilómetros

Trabalhadores: 11 mil jovens das 18 províncias do país

Assuntos Barragens  

Leia também
  • 11/07/2017 05:05:43

    Construção de barragem em Angola analisada à margem da cúpula do G20

    Ottawa - A construção da barragem hidro-eléctrica de Caculo Cabaça, na bacia do Médio Kwanza, foi abordada no encontro entre o Presidente chinês, Xi Jinping, e a Chanceler alemã, Angela Merkel, à margem da cúpula do G20, realizado na semana finda, em Hamburgo, Alemanha.

  • 30/06/2017 08:53:46

    Cuanza Norte: Barragem de Cambambe denota compromisso do governo

    Dondo - Os investimentos feitos para edificação da segunda central da barragem de Cambambe, na província do Cuanza Norte, inaugurada quinta-feira pelo Vice-Presidente da República, Manuel Domingos Vicente, denota o compromisso do governo angolano para o futuro das populações, consideraram alguns expatriados que trabalharam na execução do projecto.

  • 19/05/2017 12:37:58

    Bié: Província beneficiará de energia da barragem Laúca

    Cuito - A província do Bié beneficiará em 2018 do fornecimento de energia eléctrica da barragem de Laúca, através da linha de transporte do Gove, confirmou nesta quinta-feira no Cuito, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.