Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Outubro de 2017 | 16h00 - Actualizado em 07 Outubro de 2017 | 13h51

Angola: Engenheiro defende diversificação na indústria petrolífera

Luanda - A diversificação na indústria petrolífera através da aposta nos subprodutos derivados do petróleo pode contribuir para o desenvolvimento da economia nacional, defendeu hoje, sexta-feira, em Luanda, o engenheiro Geraldo Ramos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Especialista em petróleos, Geraldo Ramos

Foto: Alberto Juliao

Ao falar no lançamento de três obras científicas de sua autoria sobre engenharia petrolífera e indústria de gás natural, o técnico disse que a produção de plásticos, embalagens, fios, entre outros subprodutos derivados do petróleo, ajudaria a criar novos postos de emprego.

Geraldo Ramos, que é, também, professor universitário, acrescentou que a aposta  nestes subsectores pode ser uma mais-valia porque evitaria a importação destes produtos.

“ Podemos apostar na diversificação da economia sem se desprender na aposta da diversificação dos derivados do petróleo, ao invés da estagnação no gás butano, óleo, parafina, entre outras produções”, alertou.

Mesmo com a baixa do preço do barril de petróleo, disse o autor, há necessidade de se dinamizar este sector através de um trabalho entre as empresas e a Angola LNG, numa aposta em outras fases de produção petrolífera.

As obras “Remoção da água e optimização do desempenho do reservatório do Hunton, Aplicação de VBA nos fundamentos da engenharia de petróleo, e Indústria do gás natural – fundamentos”, da autoria de Geraldo Ramos, visam reforçar a literatura petrolífera portuguesa no país.

O livro, que faz uma abordagem sobre o gás natural, visa incentivar o Governo e as  empresas a investirem nestes subsectores, bem como nas precauções a ter com o gás, para evitar os acidentes na sociedade angolana.

Já o livro que trata da aplicação do VBA na engenharia petrolífera, apresenta fundamentos do domínio dos petróleos e apresenta alguns métodos para a resolução de equações e correlações matemáticas.

Geraldo André Raposo Ramos é engenheiro sénior de petróleos da Sonangol, licenciado em ciências matemáticas, doutorando em engenharia de petróleos.

Assuntos Economia   Petróleos  

Leia também
  • 07/10/2017 07:15:38

    Angola: Maior montadora de motorizadas escapa à falência imposta pela crise

    Luanda - A Agir Huang, maior montadora de motorizadas do país, por força da crise dos últimos três anos, quase declarou falência, diminuiu pessoal, reduziu importações, mas manteve os salários e a sociedade constituída em 2006, com um investimento de USD 5,5 milhões.

  • 07/10/2017 05:45:36

    Angola: Promessa da AGT aos Grandes contribuintes - destaque da semana

    Luanda - A promessa feita pela Administração Geral Tributária (AGT) aos mais de 320 Grandes Contribuintes do país, segundo a qual estes merecerão um tratamento diferenciado e personalizado do Estado pelo facto de contribuírem para o OGE com 76 por cento da receita não petrolífera, constituiu um dos assuntos mais importantes do noticiário da semana.

  • 07/10/2017 00:02:13

    Angola: Defendida concessão de vistos de fronteira

    Luanda - A cedência de vistos de fronteira e maior celeridade na concessão deste documento para facilitar a captação de investimentos estrangeiro no país foi defendida esta sexta-feira, em Luanda, pela presidente executiva da Câmara de Comércio EUA/Angola (USACC), Maria da Cruz.

  • 06/10/2017 23:27:15

    Angola: Sector petrolífero permanece como factor catalisador do país

    Luanda - O sector petrolífero continua a ser um dos principais catalisadores do desenvolvimento socioeconómico do país, por representar mais de 70 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) angolano e constituir pilar estratégico para dinamizar o processo de diversificação da economia.