Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

15 Novembro de 2018 | 18h06 - Actualizado em 15 Novembro de 2018 | 18h06

Angola adere ao fórum de países exportadores de gás

Luanda - Angola foi admitido nesta quarta-feira, 14 de Novembro, como membro observador do Fórum de Países Exportadores de Gás (GECF em inglês), durante a 20ª reunião ministerial do grupo, realizada em Port of Spain, Trinidad e Tobago, evento que coincidiu com o 10º aniversário da organização.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Pormenor da unidade de processamento de gás natural liquefeito

Foto: João F. Cuti

Sob a presidência do Senador Franklin Khan, ministro das Indústrias de Energia de Trinidad e Tobago e presidente da reunião ministerial, os participantes assinalaram o papel do gás natural no bem-estar humano e também na redução dos efeitos do efeito estufa, e reiteraram a necessidade de uma cooperação e unidade próximas para o desenvolvimento de gás e negócios de gás para o benefício das nações.

De acordo com uma nota de imprensa do ministério angolano dos Recursos Minerais e Petróleos chegada hoje à Angop, além do país anfitrião, a reunião juntou representantes da Argélia, Bolívia, Egipto, Guiné-Equatorial, Irão, Nigéria, Qatar, Rússia, Emiratos Árabes Unidos e Venezuela, sendo Angola representada pelo director nacional de Petróleos, Amadeu Azevedo.

A Câmara Africana da Energia (AEC) elogiou a adesão de Angola ao GECF, ao estar na vanguarda da promoção do uso do gás natural como um combustível acessível e sustentável de escolha para o desenvolvimento sustentável.

Através do Projecto Angola LNG, no Soyo, Angola tornou-se exportador de Gás Natural Liquefeito.

"Angola tem vastas reservas de gás inexploradas que ainda não foram monetizadas", disse o Presidente Executivo da AEC, NJ Ayuk, tendo acrescido que “juntar-se ao GECF é um passo na direcção certa e alinhado com os projectos do Presidente de Angola, João Lourenço, para transformação, crescimento e diversificação económica pelo gás.

O foco de Angola no gás está sendo apoiado por uma nova legislação que promove a rentabilização das reservas de gás do país.

Em Maio de 2018, Angola aprovou o Decreto Presidencial Nº 7/18 (PD 7/18), indicando o forte compromisso do Presidente Lourenço em reformar o sector de hidrocarbonetos do país e dar um impulso à indústria do gás.

O Decreto Presidencial nº 7/18 é a primeira lei que visa regular especificamente a prospecção, pesquisa, avaliação, desenvolvimento, produção e venda de gás natural em Angola.

“A Câmara congratula-se com as reformas em Angola e com o seu compromisso para com a diversificação e com um conteúdo local orientado para o mercado.

Isso requer que o governo forneça a infra-estrutura e os incentivos necessários para aumentar a produtividade da mão-de-obra e do capital na economia”, destacou o

O presidente Executivo da Câmara Africana de Energia cujos membros esperam juntar-se à liderança de Angola na Conferência e Exposição Angola Oil & Gás 2019, a realizar de 3 a 7 de Junho de 2019, em Luanda, sob o patrocínio de Presidente João Lourenço.

Assuntos Gás  

Leia também
  • 07/09/2018 20:54:26

    Sonagás fornece cerca de 75 milhões pés cúbicos de gás ao ciclo combinado

    Soyo - Cerca de setenta e cinco milhões de pés cúbicos de gás natural é a quantidade que a Sonagás está desde Novembro de 2017 a fornecer diariamente à central do ciclo combinado instalada no município do Soyo, província do Zaire, informou o presidente da comissão executiva da Sonagás, Mário Graça.

  • 03/07/2018 16:35:23

    Angola LNG paralisa operações para manutenção

    Luanda - A unidade de processamento de gás natural liquefeito, Angola LNG, situada no Soyo, província do Zaire, regista uma paragem planeada para manutenção, neste mês de Julho, avançou hoje à Angop uma fonte da instituição.

  • 14/10/2017 14:52:18

    Cabinda: Novo governador anuncia funcionamento das Térmicas de Malembo com gás

    Cabinda - O novo governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, anunciou que muito brevemente as Centrais Térmicas de Malembo passarão a funcionar com gás, como principal combustível, ao invés do gasóleo utilizado desde a sua inauguração.