Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Dezembro de 2018 | 17h04 - Actualizado em 07 Dezembro de 2018 | 18h27

Mais de AKZ 24 mil milhões serão empregues em projectos do MINOTH

Ondjiva - Vinte e quatro mil milhões, 891 milhões, 700 mil e 186 kwanzas é o valor global a ser empregue na execução de projectos pelo Ministério do Ordenamento do Território e Habitação (MINOTH), no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP) para 2019.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comparativamente ao ano de 2018, representa um decréscimo de 13 por cento, conforme consta do plano do MINOTH PIP/2019, apresentado nesta quinta-feira no II Conselho Consultivo do órgão que decorre de 6 a 8 na província do Cunene.

Num total de 32 projectos, parte deste valor destina-se a construção das infraestruturas externas das centralidades e os projectos habitacionais recém-iniciados sob gestão da IMOGESTIN e outras infraestruturas integradas e básicas.

Das obras a serem executadas realça a construção de infraestruturas externas das centralidades do Zango 0, kk5000, km 44 (Luanda), Capari-Icolo Bengo, do Lobito, Luhongo e Baia Farta (Benguela) de Quilemba (Huíla), Praia Amélia, 5 de Abril e do Namibe.

Consta ainda dos projectos em carteira a construção das infraestruturas integradas do Lubango, Capari, km 44, infraestruturas internas e externas de Saurimo (Lunda Sul), Carreira de Tiro, Açucareira e Cazengo (Malange), Mbanza Kongo (Zaire), Tucuve( Cuando Cubango), Ekuma (Cunene), Catapa (Uíge) e Quissama.

O plano reserva igualmente a execução do programa nacional de urbanização das reservas fundiárias, estudo e execução das infraestruturas integradas do Uíge e Negaje, e da elaboração dos instrumentos de ordenamento do território nacional.

O mesmo tem como meta o fomento da habitação social e a auto-construção dirigida, melhorar a gestão património habitacional do Estado mediante a plataforma informativo de gestão, bem como promover o loteamento e a infraestruturação das reservas fundiárias.

A disponibilização de lotes de terrenos para habitação e serviços de proximidade como forma de promover o ordenamento e a qualidade das áreas residenciais figuram igual mente dos objectivos do plano.

Quanto ao grau de execução de 2018, o conselho considerou de positivo, apesar das inconformidades orçamentais das despesas dos projectos relativos as de natureza económica e de fonte de financiamento.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 07/12/2018 16:26:28

    PRODESI garante fomento da diversificação da produção Nacional

    Ondjiva - O governador da província do Cunene, Virgílio Tyova, afirmou hoje (sexta-feira), em Ondjiva, que o programa de apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI" vai permitir com que os agentes económicos apostem mais no fomento e na diversificação da produção nacional.

  • 06/12/2018 18:36:18

    Receitas fiscais reduzem em mais de 200 milhões de AKZ

    Ondjiva - Quatro mil milhões, 15 milhões, 583 mil e 616 kwanzas é o valor das receitas fiscais arrecadadas no decurso de Janeiro a Novembro de 2018, pela sexta Região Tributária, contra os quatro biliões, 216 milhões, 507 mil e 782 de igual período homólogo de 2017.

  • 06/12/2018 18:07:24

    Ministra quer engajamento das administrações no cumprimento da Agenda de Desenvolvimento

    Ondjiva - A ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, solicitou hoje, quinta-feira, na província do Cunene, a necessidade das administrações municipais imprimir maior celeridade e eficácia na elaboração e aprovação dos programas locais de desenvolvimento.