Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Dezembro de 2018 | 18h27 - Actualizado em 07 Dezembro de 2018 | 19h34

OPEP decide cortar um 1,2 milhão de barris/dia já em Janeiro

Luanda - A OPEP e os países não OPEP decidiram hoje, em Viena, Áustria, que vão reduzir, já a partir de Janeiro próximo, a produção em um milhão e 200 mil barris/dia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

FPSO Kaombo Norte

Foto: Gaspar dos Santos

OPEP avança para o corte na produção

Foto: Angop

De acordo com a decisão saída no final da 175ª reunião, o corte será repartido em 800 mil barris para OPEP e 400 mil barris para não OPEP.

Essa decisão será efectivada por período inicial de seis meses, devendo ser avaliada em Abril de 2019.

A medida visa buscar estabilidade no mercado e evitar o declínio nos preços que se regista nos últimos dias.

Hoje, por exemplo, o petróleo Brent referência para as exportações angolanas abriu a sessão em baixa no mercado de Londres, ao cotar a 60,06 dólares norte-americanos.
 

Com base na deliberação dos países membros da OPEP e não OPEP, a referência dos cortes é a produção de Outubro de 2018. A percentagem será avaliada.

Apenas o Irão, Líbia e Venezuela estarão isentos dos cortes que iniciam em Janeiro de 2019.

A propósito dos resultados da reunião, o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, sublinhou a importância dos consensos alcançados entre a OPEP e os não OPEP, porque vai trazer alguma estabilidade no mercado em benefícios de todos países produtores e também dos países apenas consumidores.

Segundo o ministro, a decisão de corte na produção dos países membros satisfaz Angola, porque foi obtida com base no consenso.

A produção da OPEP, estimada em 32,7 milhões de barris/dia, representa 40 por cento da oferta mundial.

Angola contribui para esta produção com 1,5 milhões de barris de petróleo/dia.

Assuntos Petróleos  

Leia também
  • 05/02/2019 12:34:15

    Novas leis e preço do petróleo levam companhias a apostar em Angola - Analista

    Luanda - O analista da consultora especializada em energia WoodMackenzie Adam Pollard disse segunda-feira que as companhias petrolíferas "estão novamente a olhar para Angola" devido aos preços do petróleo e às reformas lançadas pelo Governo.

  • 05/02/2019 12:27:48

    Brent abre em alta de 0,32% em Londres

    Londres - O barril de petróleo Brent para entrega em Abril começou a ser negociado nesta terça-feira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a USD 62,72, uma variação de 0,32% em relação ao fechamento da sessão anterior.

  • 31/01/2019 11:36:32

    Brent abre em alta de 0,67% em Londres

    Londres - O barril de petróleo Brent para entrega em Março abriu nesta quinta-feira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a USD 62,19, variação de 0,67% em relação ao fecho da sessão anterior.

  • 30/01/2019 12:38:13

    Brent abre em alta em Londres

    Londres - O barril de petróleo Brent para entrega em Março abriu nesta quarta-feira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a USD 61,55, variação de 0,48% em relação ao fecho da sessão anterior.