Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Dezembro de 2018 | 23h31 - Actualizado em 06 Dezembro de 2018 | 23h31

País aproveita experiência da América Latina para aumentar a produção

Luanda - O secretário de Estado da Agricultura, Carlos Alberto Jaime, ressaltou esta quinta-feira a necessidade do país aproveitar a instalação da Câmara de Comercio e Indústria Hispano-americana Angolana (CCIHA), para transferência de tecnologias e do "know-how" para o aumento da produção nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Carlos Alberto Jaime, secretário de Estado da Agricultura

Foto: Francisco Miudo

Segundo o responsável, que falava no acto da proclamação da referida câmara, esta quinta-feira, em Luanda, a parceria de Angola com os países  latinos, nesta primeira fase, deve incidir fundamentalmente no domínio da tecnologia, mão-de obra e importação de sementes.

Com a Argentina e Mexico, por exemplo, disse que Angola deve aproveitar a vasta experiências desses países na produção de soja e investigação do milho.

Fez saber que o México é um dos países mais avançados na investigação do milho no mundo com o qual Angola poderá aproveitar o “know-how”, tendo em conta  as intenções de investimentos  manifestadas anteriormente.

Já  para o desenvolvimento da pecuária, Carlos  Alberto Jaime aponta o Uruguai, um dos maiores produtores de carne bovina no mundo, onde se pode adquirir outras experiências que podem ser implementadas no planalto de Camabatela.

Lembrou que Angola dispõem de condições que favorecem o aumento da  produção, estando em  falta a tecnologia e a importação de sementes para  a produção local.

Segundo o responsável, o país importa anualmente mais de 400 mil toneladas de arroz  e  600 mil toneladas de farinha de trigo, entre outros produtos, números que podem ser reduzidos com o aumento da produção interna.

Assuntos Agro-industria  

Leia também
  • 29/01/2019 21:35:37

    País sem entidade própria para controlo da qualidade

    Luanda - A ministra da Indústria, Bernarda Martins, reconheceu nesta terça-feira, em Luanda, que Angola carece de uma entidade própria com a responsabilidade de velar pelo controlo de qualidade de todos os bens produzidos no país.

  • 10/01/2019 13:20:55

    ZEE em negociação com Volkswagen e Ford

    Luanda - As autoridades angolanas estão a negociar com responsáveis da Volkswagen e Ford, duas das 12 principais marcas de automóveis do Mundo, a abertura de linhas de produção em Angola.

  • 17/12/2018 18:56:03

    Linha de engarrafamento de óleo da Induve arranca em 2019

    Luanda - A linha de produção e engarrafamento de óleo vegetal das Indústrias Angolanas de Óleos Vegetais S.A (Induve) poderá arrancar em 2019, anunciou hoje, em Luanda, o seu director-executivo, Edgar Almeida.