Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

13 Dezembro de 2018 | 18h46 - Actualizado em 14 Dezembro de 2018 | 11h00

Recenseamento agro-pecuário assentará estrutura sócio-económica do país

Huambo - O recenseamento agro-pecuário e de pescas, a ser realizado em 2019, assentará a estrutura sócio-económica do país, alinhando-a a especificidade de cada região, admitiu hoje, quinta-feira, na província do Huambo, o vice-governador local, José Cornélio.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Gado Bovino

Foto: Angop

Discursando no workshop sobre consulta pública do recenseamento agro-pecuário e de pescas, realçou que a acção, a primeira no país, vai permitir, também, definir as políticas estruturais no domínio agrícola, pecuário e piscícola.

Estes sectores primários da economia, segundo José Cornélio, são responsáveis pela produção de bens de consumo, mediante o cultivo de plantas, pesca e criação de animais, como gado bovino e suíno, sendo, por isso, importantes para a subsistência das famílias e da sociedade em geral.

Por esta razão, defendeu que o recenseamento deve levar em conta o facto da agro-pecuária e pesca ser praticada, no país, em grande escala por pequenos produtores e pescadores que utilizam costumes tradicionais, onde o conhecimento das técnicas é repassado através de gerações.

De acordo ainda com o vice-governador para questões políticas, sociais e económicas da província do Huambo, esta colheita de dados será reflectida sobre a densidade populacional inserida nesta cadeia.

Com término marcado para sexta-feira, o workshop, promovido pelo Instituto Nacional de Estatística, tem por objectivo disseminar a importância do recenseamento agrícola, pecuário e de pescas, além de buscar contribuições dos especialistas destas áreas em relação aos questionários e listas dos principais indicadores resultantes.

Leia também
  • 02/02/2019 12:56:57

    Huíla: Caluquembe necessita de mais 50 técnicos agrícolas

    Caluquembe - O município de Caluquembe, a cerca de 193 quilómetros a norte do Lubango, província da Huíla, precisa de pelo menos 50 técnicos agrícolas para dar resposta às 225 associações e 50 cooperativas de camponeses nas comunas da Sede, Calepi e N'gola, que compreendem a circunscrição.

  • 02/02/2019 10:08:20

    Huíla: Caluquembe colhe 15 toneladas de café arábico em 2018

    Caluquembe - Quinze toneladas de café arábico foram colhidas no ano agrícola de 2018 no município de Caluquembe, província da Huíla, registando um aumento de mais sete toneladas em relação a 2017, anunciou hoje (sábado) o director local da Agricultura, Pecuária e Pescas, Eliseu José.

  • 31/01/2019 20:13:58

    Governador preocupado com o estado de abandono dos campos agrícolas

    Banga - O governador provincial do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, manifestou-se preocupado com o estado de abando dos campos agrícolas do município da Banga, ocupados por alguns empresários da região.

  • 31/01/2019 15:53:36

    Angola tem produção significativa de manga

    Luanda - Angola não necessita de importar mais produtos como manga, milho e feijão, por serem culturas que abundam no país e por haver condições para produzi-las em grande escala, afirmou nesta quinta-feira, o secretario de Estado da Agricultura e Florestas, José Bettencourt.