Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Março de 2018 | 17h43 - Actualizado em 07 Março de 2018 | 17h34

Desenvolvimento exige formação de recursos humanos

Lubango - O ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, afirmou hoje, na província da Huíla, ser fundamental o país apostar no investimento do capital humano, para assegurar o crescimento e desenvolvimento económico e social.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior (arquivo)

Foto: Rosário dos Santos

Ao discursar na abertura oficial do ciclo formativo de 2018, do Sistema Nacional de Formação Profissional, o governante sublinhou que apenas a promoção de uma cultura científica e tecnológica garante um desenvolvimento sustentado das potencialidades do país e reduz a dependência do exterior.

Segundo o ministro, é fundamental que o país conte com um sistema de formação profissional adequadamente estruturado e organizado, com formadores qualificados, para assegurar a qualidade do subsistema de formação profissional, de modo a contribuir para o aumento dos níveis de empregabilidade, dos rendimentos familiares e sobretudoda produtividade das empresas do país.

Manuel Nunes Júnior entende que a formação profissional deve atender os anseios dos jovens e ser dirigida prioritariamente ao sector primário da economia, tendo em conta que o país dispõe de grande extensão de terras aráveis, recursos hídricos e minerais.

“Temos de continuar a alargar o âmbito da formação profissional no domínio das artes e ofícios aos grupos mais vulneráveis, sobretudo aos cidadãos que não tiveram oportunidade de frequentar em tempo oportuno e ensino geral e aqueles que encontram dificuldades em desenvolver actividades geradores de rendimento”, disse.

O ministro informou que, neste ciclo formativo de 2018, estão matriculados 25 mil e 287 estudantes em 142 especialidades que compõem a grelha de cursos do Sistema Nacional de Formação Profissional, que integra mil e 239 formados que vão leccionar em 142 centros tutelados pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional. Já os centros privados tem inscritos 55 mil formandos.

Considerou que o número de estudantes inscritos ainda é insuficiente para as necessidades do país, daí ter reafirmado o compromisso de trabalhar arduamente para aumentar a oferta dos centros públicos, como também fazer parcerias com as instituições privadas, no sentido de partilhar os equipamentos destinados à formação.

“Porque o que se observa é que a oferta de cursos pelo privado está mais confinada a cursos pouco ligados às tecnologias, porque, desde o alcance da paz em 2002, muito foi feito no domínio da formação profissional, sobretudo, no que diz respeito a extensão de cursos formativos a nível dos municípios através das infraestruturas fixas e unidades móveis”, considerou.

A cerimónia foi testemunhada pelo governador provincial da Huila, João Marcelino Tyipinge e pelo ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Socila (Maptss), Jesus Maiato, membros do governo, autoridades tradicionais e convidados.

Leia também
  • 16/03/2018 20:28:12

    Millennium reafirma parceria para financiar projectos

    Lubango - O Banco Millennium Atlântico reafirmou hoje, no Lubango, província da Huíla, o compromisso de continuar a estabelecer parcerias com os governos provinciais, para financiar vários projectos que visam alavancar a economia nacional.

  • 16/03/2018 18:43:53

    Agricultores da Matala devem mais de AKz 190 milhões à Sodmat

    Matala - Cento e noventa milhões de Kwanzas é a dívida que os 700 agricultores que exploram terras no perímetro irrigado da Matala têm com a Sodmat - Sociedade de Gestão , desde 2012, pelo fornecimento de inpust agrícolas e assistência técnica.

  • 15/03/2018 18:59:33

    Trabalhadores do perímetro irrigado da Matala sem salário há 41 meses

    Lubango - Noventa e seis trabalhadores da Sociedade de Desenvolvimento da Matala (SODMAT) estão há 41 meses sem salário, devido a uma crise existente n na Sociedade de Gestão dos Perímetro Irrigados (Sopir) de quem é dependente.

  • 15/03/2018 18:51:56

    AGT sensibiliza automobilistas sobre pagamento da taxa de circulação

    Lubango A 5ª região tributária iniciou nesta quinta-feira, em nove pontos na cidade do Lubango, província da Huíla, uma campanha de sensibilização de motociclistas e automobilistas para o pagamento voluntário da taxa de circulação, referente ao ano de 2017.