Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Março de 2018 | 19h05 - Actualizado em 06 Março de 2018 | 19h05

Reactivação do tráfego Internacional do CFB torna país forte

Luena - A reactivação do tráfego internacional do Caminho-de-ferro de Benguela (CFB) torna o País mais forte e competitivo, no quadro da região SADC, declarou o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Comboio de carregado de Minerio vindo da República Democrática do Congo

Foto: David Dias

Moxico: Ministros de transportes da Angola, Augusto Tomás e da RDC, José Makila Samanda

Foto: David Dias

O governante, falava na cerimónia da chegada do comboio inaugural, que transportava 50 contentores, com mil toneladas de manganês proveniente de Kasenge (RDCongo).

Argumentou que o FCB vai contribuir para transformação do modelo económico em que a diversificação da economia, crescimento económico e o emprego sejam uma realidade.

A retomada do tráfego internacional vai trazer, para províncias atravessadas pelo CFB, nomeadamente, Benguela, Huambo, Bié e Moxico, desenvolvimento e melhoria das condições.

Ressaltou que, além da ligação ao Porto do Lobito, o CFB permite também a ligação com o Aeroporto Internacional da Catumbela e com a futura refinaria do Lobito, bem como atravessa áreas de implantação de plataformas logísticas urbanas, regionais e transfronteiriças, como a prevista para o município do Luau.

Ressaltou igualmente o facto da concretização do processo de reabilitação e modernização do CFB permitir ligar ao Porto do Lobito a vasta região de influência da linha de Benguela, assim como a RDCcongo, a Zâmbia e as regiões de Catanga e cooperbelt, onde a extracção do cobre e manganês, entre outro tipo de minério, está predominantemente voltada a exportação.

Destacou o Porto do Lobito, por constituir uma porta franqueada e totalmente voltada ao comércio internacional, tanto no domínio da importação, tanto da exportação, onde os produtos de referência serão o minério, combustíveis, produtos petroquímicos, carga contentorizada e outros.

Para o ministro, pelo CFB milhões de angolanos ficam mais próximos, reforçam-se as sinergias entre as províncias do país e com os países vizinhos, nomeadamente, a RDCongo e a Zâmbia.

Por seu turno, o vice-primeiro-ministro dos transportes da RDCongo, Jose Sumanda Makila, disse que o reinício do tráfego internacional do CFB vai consolidar as relações de amizades e repercutir na estabilidade da económica dos dois países.

Ao agradecer os esforços feitos pelo Executivo angolano, referiu que Angola tem grandes potencialidades económicas, sobretudo nas pescas e infra-estruturas de transporte ferroviários, factores importantes para alancavar as duas economias.

Com 25 carruagens, transportando 50 contentores com mil toneladas de manganês, o comboio da RDCongo deixou esta manha a cidade do Luena, em direcção ao Porto do Lobito (Benguela). 

Leia também
  • 06/02/2019 19:16:16

    INE lança recenseamento agro-pecuário

    Luena - O Instituto Nacional de Estatística (INE) procedeu hoje, quarta-feira, no Luena, ao lançamento do Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP), cuja recolha principal vai decorrer, nas províncias do Moxico, Uíge, Cuanza Sul e Benguela, de Fevereiro a Dezembro.

  • 05/02/2019 19:14:15

    Angola quer ajuda francesa para edificar economia forte

    Luanda - O Executivo angolano está a contar com ajuda do Governo francês para a edificação no País de uma economia forte, menos dependente do petróleo, competitiva e capaz de gerar prosperidade.

  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.