Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Agosto de 2018 | 21h55 - Actualizado em 11 Agosto de 2018 | 12h40

Medidas para estabilização macroeconómica são positivas

Luanda - As medidas adoptadas pelo Presidente da República, João Lourenço, para estabilização macroeconómica são positivas, apesar da inflação continuar elevada, segundo o presidente da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (Arseg), Aguinaldo Jaime.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Aguinaldo Jaime, presidente Arseg (arquivo)

Foto: Cedida por Lídia Onde

Aguinaldo Jaime fala neste momento no espaço Grande Entrevista da TV Zimbo.

Reconheceu ser um contexto difícil para o país, porque as famílias estão a passar dificuldades, apesar de algumas melhorias registadas no desempenho da economia.

“As empresas estão com dificuldades, a taxa destruição de empregos é muito grande, o que cria desafios acrescidos para quem quer fazer uma gestão rigorosa da economia tendo em vista a melhoria das condições de vida das famílias”, referiu.

O gestor da Arseg sublinhou que o facto de a economia ser dependente do exterior em produtos acabados, semi-acabados e matérias-primas cria grandes dificuldades para o tecido empresarial local, apesar de nos últimos tempos se registar uma certa estabilidade da moeda (Kwanza) no mercado de câmbio.

Ao seu ver, mesmo com os constrangimentos decorrentes da crise, os empresários nacionais têm dado provas de resiliência, daí existir alguns resultados animadores.

Assuntos Seguros  

Leia também
  • 01/11/2018 17:26:12

    Prémios de seguros atingem AKz 116 mil milhões

    Luanda - Cento e dezasseis mil milhões, 397 milhões, 334 mil e 991 kwanzas é o valor de prémios de seguros registados, em 2017, pelas 27 seguradoras que operam no mercado angolano.

  • 01/11/2018 17:10:39

    Seguradoras aplicam AKz 146 mil milhões em investimento

    Luanda - As seguradoras e sociedades gestoras de fundos de pensões investiram, no ano transacto, 146 mil milhões, 499 milhões, 444 mil e 214 kwanzas (equivalente a 882 milhões, 531 mil e 582 dólares norte-americanos), no âmbito da dispersão da carteira de risco.

  • 01/11/2018 16:44:43

    Criação da AngoRe conta com parceria público-privada

    Luanda - A Empresa Nacional de Resseguros de Angola "AngoRe", que inicia actividade em 2019, será o resultado de uma parceria entre o Estado e investidores privados nacionais e estrangeiros, anunciou hoje o presidente da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (Arseg), Aguinaldo Jaime.

  • 25/10/2018 18:34:12

    Informações sobre seguros nas contas nacionais

    Luanda - O Instituto Nacional de Estatística (INE) e a Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (Arseg) passam, doravante, a partilhar dados para produção de informações estatísticas oficiais sobre seguros e fundos de pensões do País, com base num memorando de troca de dados assinado hoje em Luanda entre as duas instituições.