Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

28 Agosto de 2018 | 12h46 - Actualizado em 28 Agosto de 2018 | 12h53

Empreendedores em formação sobre facilitação do comércio

Luanda - Trinta pessoas estão a ser formadas em matéria de "Facilitação do comércio", no âmbito do Programa conjunto da União Europeia (UE) e a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED) para Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Secretário de Estado da Economia e Planeamento, Sérgio Santos

Formandos em matéria de facilitação do comércio

Foto: Angop

Estes juntam-se aos 60 formados em “Exportações verdes” e “Empretec" (uma metodologia da ONU que busca desenvolver características de comportamento empreendedor e identifica novas oportunidades de negócios).

A formação, que decorre de 28 a 31 de Agosto, promovida pelo Ministério do Comércio, em parceria com a UE e a CNUCED designada por “Train for Trade II”, uma componente do Projecto de Apoio ao Comércio (ACOM), está orçada em mais de cinco milhões de euros, financiados pela União Europeia e implementado com a assistência técnica da CNUCED.

O coordenador nacional da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED) para o Train For Trade II, Adelino Muxito, explicou que o projecto, lançado em Abril deste ano, integra sete componentes e está a ser desenvolvido de forma faseada.
 

O projecto, cuja implementação é de 4 a cinco anos, vai formar mil pessoas nos diferentes domínios.

Na abertura, o secretário de Estado para Economia do Ministério da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, referiu que o Executivo angolano ambiciona dar um novo impulso na coordenação das tarefas do comércio, como forma de desenvolver o sector.
 

Sublinhou que o Conselho de Ministros aprovou recentemente o regulamento do Comité Nacional de Facilitação de Comércio, com o propósito de dar um novo impulso na coordenação das tarefas relacionadas com a implementação das medidas previstas no acordo de facilitação do comércio, demonstrando o comprometimento do governo angolano.
 

Este workshop visa o aprofundamento dos conhecimentos em matéria de facilitação do comércio, nomeadamente as normas internacionais, o enquadramento legal dos principais instrumentos de facilitação do comércio, assim como as implicações destes, na gestão global das cadeias de abastecimento.
 

Ao longo do workshop estão a ser abordadas ainda as recomendações do Centro das Nações Unidas para Facilitação do Comércio e Comércio Electrónicos (UN/CEFACT) e outras ferramentas da UNECE, a Convenção de Quioto Revisada pela OMA e o Acordo de Facilitação do Comércio da Organização Mundial do Comércio.
 

O evento inscreve-se no âmbito do Programa conjunto UE-CNUCED para Angola, designado por “Train for Trade II”, uma componente do Projecto de Apoio ao Comércio (ACOM), financiado pela União Europeia e implementado com a assistência técnica da CNUCED.
 

O grupo-alvo desta formação é fundamentalmente os membros do Comité Nacional para Facilitação do Comércio (CNFC), um equipa multissectorial que inclui quadros dos Ministérios do Comércio, Economia e Planeamento, Finanças, Relações Exteriores, Saúde, Agricultura, Interior, Transportes assim como AGT, BNA, AIA e representantes das associações empresariais e profissionais ligadas ao comércio internacional.

 

Assuntos Comércio  

Leia também
  • 25/01/2019 16:18:49

    Comércio prevê crescimento de 5,8%

    Luanda - O Ministério do Comércio prevê um crescimento médio dos serviços mercantis, que engloba o comércio, transportes e correios, de 5,8 por cento/ano, com a implementação do seu Plano de Desenvolvimento 2018/2022, em auscultação pela classe empresarial.

  • 24/01/2019 16:46:25

    Comércio com menos 112 estabelecimentos licenciados

    Lubango - Quinhentas e 88 empresas grossistas, retalhistas e de prestação de serviços mercantis foram licenciadas em 2018 pelo departamento provincial do Comércio da Huíla, menos 112 estabelecimentos autorizados em relação a 2017.

  • 23/01/2019 13:22:30

    Inadec regista aumento de reclamações de consumidores

    Luanda - Pelo menos 65 por cento das duas mil reclamações registadas pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), em 2018, foram feitas através do livro de reclamações lançado a 16 de Março de 2017.

  • 19/01/2019 10:31:15

    Autoridades alertam para infracções relativas ao repasse de alvarás comerciais

    Lubango - A transferência ilegal de alvarás comercial de titulares para terceiros, normalmente estrangeiros, por alegada falta de recursos financeiros para manterem os negócios, tem os dias contados, alertou sexta-feira, na região, o director do gabinete provincial do Comércio, Manuel Machado Quilende.