Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

31 Agosto de 2018 | 06h16 - Actualizado em 31 Agosto de 2018 | 06h16

INADEC regista 28 infracções em seis meses

Ndalatando - Vinte e oito infracções foram registadas pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), na província do Cuanza Norte, durante o primeiro semestre e deste ano, menos quatro em relação ao igual período de 2017, disse quinta-feira o responsável da instituição, Eugénio Francisco Panzo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Responsável do INADEC no Cuanza Norte, Eugénio Panzo

Foto: Estevão Manuel

Em declarações à Angop, em Ndalatando, Eugénio Panzo esclareceu que as infracções foram detectadas no decurso de 30 visitas de inspecção realizadas em diversos estabelecimentos comerciais da província, que culminaram na elaboração de 19 notificações e multas no valor de 718 mil e 350 kwanzas.

As violações às normas comerciais consubstanciaram-se na falta de asseio e higiene, produtos com rotulagem em língua estrangeira, falta de fixação de preços, má arrumação, prazo de validade vencido e mau estado de conservação.

Eugénio Panzo assegurou que, a par disso, durante o primeiro trimestre a instituição realizou várias acções de sensibilização sobre actividades económicas e defesa do consumidor, o que está a contribuir para a redução das infracções aos direitos dos consumidores na província.

Durante o período em referência, o INADEC, no Cuanza Norte, procedeu ainda a destruição de diversos produtos alimentares, farmacêuticos, de limpeza e higiene com prazos de validade vencido, bem como em mau estado de conservação.

Leia também
  • 08/11/2018 16:55:53

    Moxico acena para investidor sul africano

    Luena - O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba convidou nesta quarta - feira, no Luena, os empresários sul africanos a investirem em diversas áreas desta região, para contribuir no seu desenvolvimento sócio económico.

  • 05/11/2018 19:15:13

    Autoridades encerram mina ilegal de diamantes

    Cangamba - Uma mina de diamantes explorada de forma ilegal no rio Cussive, comuna do Muié, município dos Luchazes, foi encerrada hoje pelas autoridades governamentais da província do Moxico, no âmbito da " Operação "Transparência" em curso no país.

  • 05/11/2018 19:01:08

    Empresas aliciam sobas para permitir exploração ilegal de madeira

    Uíge - O administrador municipal em exercício de Ambuila, Geraldo Domingos Dendo, denunciou hoje a existência de empresas que aliciam as autoridades tradicionais fazendo falsas promessas para permitir a exploração ilegal de madeira na localidade.

  • 05/11/2018 12:48:21

    Camponeses de Nacatenga recebem inputs agrícolas

    Saurimo - Vários "inputs agrícolas" e sementes, como sementes de milho, adubos, enxadas, catanas e outros meios, foram entregues domingo, na aldeia do Nacatenga, 20 quilómetros da comuna do Muriege, município do Muconda (Lunda Sul), com vista a aumentar a produção.