Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Setembro de 2018 | 19h11 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 19h10

Reduz número de turistas que visitam a província

Benguela - Cerca de vinte e cinco mil turistas visitaram a província de Benguela, no primeiro semestre do ano em curso, menos sete mil em relação à igual período anterior, informou nesta quinta-feira, nesta cidade, o presidente da Associação local dos Hoteleiros, Resorts e Similares, Jorge Gabriel.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial do município do Lobito

Foto: Tarcisio Vilela

Segundo o responsável, que falava à Angop, a província conta nesta altura com cerca de seis mil camas disponíveis em hotéis, guest houses, pensões, aparthotéis e apartamentos particulares, muitas das quais desocupadas.

“A situação actual da rede hoteleira da província de Benguela não é boa, tendo em conta o momento de crise que o país atravessa e a degradação da estrada nacional 100, que têm prejudicado o turismo na região”, considerou.

Na mesma senda, realçou que o estado degradante da estrada nacional Nº 100, sobretudo no troço que liga as províncias do Cuanza Sul e Benguela, é uma autêntica “dor de cabeça” e prejudica os operadores turísticos ao longo desta via internacional que liga o país à Namíbia.

Relativamente aos preços praticados no sector, o presidente afirmou que Benguela é auto-suficiente em termos de alimentação e que as cerca de mil e 250 unidades de restauração praticam preços acessíveis, em que os pratos do dia variam de mil e 200 kwanzas, a oito mil cada.

O responsável referiu que estão a criar condições de incentivo para que os operadores turísticos se abasteçam de produtos internos, sem recorrer a importação e livrar-se dos encargos fiscais, o que pode contribuir ainda mais na redução dos preços de alguns serviços.

A falta de uma escola de hotelaria e de financiamentos com juros bonificados, são outras inquietações dos profissionais desta área em Benguela.

“Os empresários locais têm criado condições para formações periódicas, o que já se reflecte na melhoria da qualidade de atendimento nas várias unidades, mas temos que ter escolas especializadas e mais créditos bonificados em função dos desafios do futuro”, concluiu.

O sector hoteleiro da província de Benguela emprega cerca de cinco mil trabalhadores.   

Leia também
  • 04/11/2018 19:40:32

    Feira de literacia financeira termina com mais de 16 mil visitantes

    Benguela - Dezasseis mil 928 pessoas visitaram a feira de educação financeira do Banco Nacional de Angola (BNA), de 27 de Outubro até hoje, domingo, no jardim 11 de Novembro, desta cidade, no quadro das festividades do 42º aniversário da instituição e do 31 de Outubro, Dia Mundial da Poupança.

  • 02/11/2018 10:13:46

    Fazenda Vista Alegre prevê aumentar produção de álcool etílico em 2019

    Lobito - Aumentar a produção de álcool etílico para cerca de 50 mil litros por dia, em 2019, de forma a satisfazer as necessidades do mercado nacional, é uma das metas da Fazenda Agro-industrial Vista Alegre, do grupo Alves & Irmãos, instalada na comuna do Cayave, município de Caimbambo, em Benguela.

  • 31/10/2018 20:05:16

    Defendida promoção de seminários de abordagem económica e financeira

    Benguela - O director do Instituto Nacional de Formação de Finanças Públicas (INFORFIP), Paulo Ringote, defendeu hoje, em Benguela, a necessidade da promoção de mais seminários que ajudam a melhorar a percepção da abordagem de natureza económica e financeira pública, no actual contexto da economia angolana, a nível local.

  • 31/10/2018 19:53:42

    Estudantes premiados pela conquista do concurso nacional de poupança

    Benguela - Três alunos, com idades compreendidas entre os 15 e 18 anos, das províncias do Cunene e do Namibe foram agraciados hoje (quarta-feira), com meios informáticos e audiovisuais pela conquista dos primeiros lugares do concurso nacional de educação financeira, promovido pelo Banco Nacional de Angola, de Abril a Agosto deste ano, em todo país.