Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Setembro de 2018 | 16h15 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 16h13

Malanje regista aumento da taxa de acesso à água potável

Saurimo - A taxa de acesso à água potável nas zonas rurais e sedes comunais da província de Malanje, aumentou de 63 para 65 por cento nos últimos dois anos, com a implementação de 12 projectos (local e central) do Programa Água para Todos, informou hoje, em Saurimo, o director do Gabinete provincial de Infraestruturas e Serviços Técnicos, João Miguel Correia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Actualmente 354 mil e 509 habitantes das zonas rurais têm acesso à água potável, disse João Correia quando apresentava o  estado actual do sector das águas em Malanje no VIII Conselho Consultivo Alargado do Ministério da Energia e Água que termina hoje.

No domínio do abastecimento urbano, informou que a produção de água na cidade de Malanje é de 12 mil e 800 metros cúbicos/dia, que permitiu mais de nove mil e 50 ligações domiciliárias, beneficiando um total de 54 mil e 312 habitantes. 

Para melhorar a distribuição, informou que o sector prevê reforçar o sistema de abastecimento do líquido com a construção da nova Estação de Captação e Tratamento de Água a partir do rio Cuije, incluindo três Centros de Distribuição nas zonas da Catepa, Vanvuala e Carreira de Tiro, junto a futura Centralidade de Malanje.

A falta de peças e sobressalentes para a reparação e manutenção das bombas manuais padrão, implantadas na província e o reduzido número de técnicos de especialidade foram apontadas como principais causas da deficiente gestão,operação e manutençao.

O conselho consultivo do Ministério da Energia e Água está a analisar o plano director de desenvolvimento do sistema eléctrico 2018/2040 e a optimização de recursos e procedimentos, para melhorar o fornecimento de energia e água na região leste de Angola e a interligação do seu sistema energético.

Leia também
  • 12/09/2018 01:43:48

    Besa faliu por decisão política - Álvaro Sobrinho

    Luanda - O ex-presidente da Comissão Executiva do Banco Espírito Santo Angola (Besa), Álvaro Sobrinho, revelou nesta terça-feira que a instituição faliu por decisão política e não por insolvência.

  • 11/09/2018 19:12:19

    Leste necessita de 750 megawatts para satisfazer população

    Saurimo - A região leste de Angola, composta pelas províncias da Lunda Sul, Lunda Norte e Moxico, necessita de 750 megawatts de potência, para melhorar o fornecimento da corrente eléctrica, fundamentalmente das sedes municipais, informou hoje, terça-feira, o director do Gabinete Provincial do Ambiente e Serviços Comunitários, Piedade João.

  • 11/09/2018 19:06:18

    Kwanza com nova depreciação face ao Dólar

    Luanda - O Kwanza sofreu, nesta segunda-feira, uma depreciação de 5,045 face ao Dólar norte-americano, que actualmente custa 285,845 kwanzas (AKz), contra os 280,8 cotados no último leilão de venda de divisas feito pelo Banco Nacional de Angola (BNA).