Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Setembro de 2018 | 16h42 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 16h42

Ministério das Pescas quer implementar aquicultura na província

Luena - Uma Comissão do Ministério das Pescas trabalha desde hoje, quarta - feira, no Luena, com as autoridades desta província, no sentido de encontrar soluções que visam a implantação de projectos sobre a aquicultura identificados na região, no âmbito da diversificação da economia nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Moxico:Director Geral do Instituto de Desenvolvimento da Pesca Artesanal a Aquicultura, Nkosi Luyeye

Foto: David Dias

Em declarações à Angop, o director- geral do Instituto de Desenvolvimento da Pesca Artesanal e Aquicultura, Nkosi Luyeye, disse que o sector pretende aproveitar os imensos recursos aquáticos existentes no Moxico para o desenvolvimento da pesca continental.

Apesar de registar limitações em termos de vias de acesso e energia eléctrica, o Ministério das Pescas em colaboração com o governo local, vão diagnosticar os municípios que apresentam o potencial pesqueiro para sua reactivação de forma a transformar a actividade, em meio de negócio para o combate a pobreza e criação de emprego para os jovens, referiu.

Para tal, disse haver necessidade de se construir infra-estruturas de apoio com câmaras frigoríficas, um centro experimental para a criação do peixe que servirá de fomento nas diferentes áreas, cuja actividade precisa de boas estradas e energia eléctrica para sua efectivação.

Adiantou que o Ministério das Pescas tenciona igualmente, construir inter - postos para a concentração e comercialização de sal iodizado nos municípios do interior desta província, bem como nas vizinhas repúblicas do Congo Democrático (RDC) e da Zâmbia.

Explicou que a falta deste produto faz com que algumas pessoas que habitam nesta região estejam identificadas com problemas de bócio, uma patologia, segundo o director nacional, originada por consumo de sal não iodizado e que pode ser evitadpor 

Ocupando uma superfície de 223 mil e 23 quilómetros quadrados da extensão do território nacional, a província do Moxico possui um potencial hídrico caracterizado por rios e lagos, onde os  cerca de um milhão de habitantes realizam a pesca artesanal, sendo a Caqueia (bagre pequeno) o principal peixe capturado e comercializado.        

Leia também
  • 08/11/2018 16:55:53

    Moxico acena para investidor sul africano

    Luena - O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba convidou nesta quarta - feira, no Luena, os empresários sul africanos a investirem em diversas áreas desta região, para contribuir no seu desenvolvimento sócio económico.

  • 05/11/2018 19:15:13

    Autoridades encerram mina ilegal de diamantes

    Cangamba - Uma mina de diamantes explorada de forma ilegal no rio Cussive, comuna do Muié, município dos Luchazes, foi encerrada hoje pelas autoridades governamentais da província do Moxico, no âmbito da " Operação "Transparência" em curso no país.

  • 04/11/2018 17:24:30

    Moxico: Campanha agrícola prevê produzir mais de um milhão de toneladas

    Léua - Um milhão e 565 mil toneladas de diversos produtos do campo é a previsão de colheita da campanha agrícola 2018/2019, na província do Moxico, aberta neste sábado, na localidade de Samaria, município do Léua, contra um milhão e 152 mil e 422,6 toneladas da época transacta.

  • 01/11/2018 09:38:24

    Secretário de Estado desmente devastação de Floresta

    Luena - O secretário de Estado da Agricultura e Florestas, André Moda, desmentiu nesta quarta - feira, no Luena, a alegada devastação de florestas da província do Moxico, por pratica ilegal dos madeireiros licenciados na região.