Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Setembro de 2018 | 19h21 - Actualizado em 14 Setembro de 2018 | 19h21

Reserva estratégica de petróleo do país ainda sem definição

Luanda - Angola ainda está por definir a sua reserva estratégica de petróleo, como reserva de segurança, em termos de quantidade e tempo de armazenamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Tendo em conta esta realidade, o Instituto Regulador de Derivados do Petróleo (IRDP) está a trabalhar com os operadores do sector petrolífero para definir qual será a reserva de segurança a ser definida como reserva estratégica, disse hoje o seu director Albino Ferreira.

Albino Ferreira, que dirige o IRDP há dois meses da sua entrada em funcionamento, fez essas declarações no final de uma visita às principais instalações da Sonangol Logística na província de Luanda.

A respeito do assunto, o administrador para Área Comercial da Sonangol Logística, Dionísio da Rocha Júnior, disse, durante a visita ao Terminal Marítimo (Temar), que deve ser revisto os tempos de reservas estratégicas.

Actualmente trabalham com um tempo de 15 dias de reservas, mas a determinação do horizonte temporal, segundo o gestor, carece de uma definição.

O responsável disse que no tempo do conflito armado havia sido estabelecido uma reserva estratégica, mas nesse contexto de paz não se definiu.

A Sonangol Logísitica tem uma capacidade de armazenamento flutuante ( no mar) de combustíveis de 335 mil metros cúbicos, correspondente a 48,3 porcento, e 358 mil e 511 mil metros cúbicos em terra (51,7%)  de todos produtos.

Assuntos Economia   Petróleos  

Leia também
  • 05/02/2019 12:34:15

    Novas leis e preço do petróleo levam companhias a apostar em Angola - Analista

    Luanda - O analista da consultora especializada em energia WoodMackenzie Adam Pollard disse segunda-feira que as companhias petrolíferas "estão novamente a olhar para Angola" devido aos preços do petróleo e às reformas lançadas pelo Governo.

  • 05/02/2019 12:27:48

    Brent abre em alta de 0,32% em Londres

    Londres - O barril de petróleo Brent para entrega em Abril começou a ser negociado nesta terça-feira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a USD 62,72, uma variação de 0,32% em relação ao fechamento da sessão anterior.

  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.