Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Janeiro de 2019 | 18h18 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 18h59

Aumenta atribuição de licenças para serviço de táxi na Huíla

Lubango - Setecentas e 16 viaturas ligeiras que prestam serviço de táxi na província da Huíla foram licenciadas em 2018, observando um aumento de 222 em relação as autorizadas em 2017, pelo gabinete provincial dos Transporte e Mobilidade Urbana, quando há uma estimativa que existem mais de duas mil a desempenhar a actividade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop, o chefe de departamento da área de Tráfego e Mobilidade Urbana, Octávio João, disse que o aumento deveu-se ao facto dos proprietários de táxis estarem acatar os conselhos, principalmente os que exercem a actividade de forma ilegal, a ter consciência das responsabilidades e cumpram com o que está estipulado por Lei.  

Apesar do incremento, referiu não ser o desejado, pois o número de viaturas a agir na ilegalidade é ainda considerável, pelo que a meta é fazer com que todos operadores estejam legalizados.

Destacou que o gabinete, para além da actividade de táxi, licenciou igualmente entre outras actividades complementares, o transporte de mercadoria, transporte pesado de passageiros e oficinas mecânicas, que de forma geral, ao longo do período em análise permitiu arrecadar 33 milhões, 364 mil e 39 Kwanzas, contra os 26 milhões 542 mil e 339 Kwanzas de 2017.

Realçou que, em termos de automóveis pesados para o transporte de mercadoria também tiveram um incremento de licenças passadas, pois em 2018 foram 225, mais quatro em relação ao igual período em 2017.

Por outro lado, fez saber que a organização da actividade de moto-táxi, para colmatar o défice de transportes públicos na província da Huíla, vai passar pela legalização das motorizadas, numeração, definir rotas para cada município, bem como as respectivas paragens em colaboração com as autoridades locais.

A província da Huíla conta com mais de três milhões de habitantes e a rede de transportes públicos é quase inexistente, pelo que o serviço de táxi colectivo tem sido a alternativa para milhares de cidadãos.

  

 

Assuntos Província » Huíla  

Leia também
  • 03/02/2019 10:32:56

    Mais de mil milhões de kwanzas serão empregues em projectos na Matala

    Matala - Mil milhões, 18 milhões, 527 mil e 126 Kwanzas foram disponibilizados, no âmbito do Orçamento Geral do Estado (OGE) referente ao exercício económico de 2019, para financiar 37 projectos no município da Matala.

  • 02/02/2019 12:56:57

    Huíla: Caluquembe necessita de mais 50 técnicos agrícolas

    Caluquembe - O município de Caluquembe, a cerca de 193 quilómetros a norte do Lubango, província da Huíla, precisa de pelo menos 50 técnicos agrícolas para dar resposta às 225 associações e 50 cooperativas de camponeses nas comunas da Sede, Calepi e N'gola, que compreendem a circunscrição.

  • 02/02/2019 10:08:20

    Huíla: Caluquembe colhe 15 toneladas de café arábico em 2018

    Caluquembe - Quinze toneladas de café arábico foram colhidas no ano agrícola de 2018 no município de Caluquembe, província da Huíla, registando um aumento de mais sete toneladas em relação a 2017, anunciou hoje (sábado) o director local da Agricultura, Pecuária e Pescas, Eliseu José.

  • 28/01/2019 17:58:18

    Doenças matam mais de 100 cabeças de gado bovino na Matala

    Matala - Pelo menos 102 cabeças de gado bovino morreram em 2018 no município da Matala, província da Huíla, mais 62 em relação ao período anterior, vítimas de doenças como peripneumonia contagiosa, carbúnculos hemático e sintomáticos, anaplasmose e dermatite nodular.