Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Janeiro de 2019 | 15h39 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 15h44

BNA tranquiliza clientes do Mais e Postal

Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) anunciou, nesta sexta-feira, que os clientes dos bancos Mais e Postal, cujas licenças foram revogadas no dia 02 deste mês, poderão levantar os seus fundos ou transferi-los para outras instituições financeiras, a partir de 14 de Janeiro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano (arquivo)

Foto: Henri Celso

As duas instituições viram as suas licenças revogadas pelo Banco Central, depois de não terem cumprido o aviso nº2/2018 que obrigava o aumento do capital social de 2,5 mil milhões, para 7,5 mil milhões de kwanzas até 31 de Dezembro de 2018.

Em nota, o BNA, na qualidade de fiel depositário dos interesses dos clientes dos referidos bancos, informou que o levantamento dos fundos, a ter lugar nos dias 14, 15, 16 e 17 deste mês, pode também ser feito através da rede multicaixa.

Para tal, informa que os clientes do Banco Mais, residentes em Luanda, poderão realizar as suas operações, nomeadamente levantamento de numerário e/ou transferência dos respectivos saldos para outras instituições, na agência do Porto.

Segundo o comunicado, os clientes do mesmo banco, residentes na província de Malanje, poderão fazer as mesmas operações, em horários normais, na agência Malanje.

Já os clientes do Banco Postal terão serviços abertos em Luanda, no horário normal de expediente, nas agências da Marginal e Viana (junto à Comarca de Viana).

Com o mesmo propósito, os residentes na província do Huambo devem dirigir-se à Agência Huambo (Avenida Rei Wapojamba, S/N – Huambo).

Quanto aos clientes do sistema Xikila Money, do Banco Postal, a nota dá conta que poderão, igualmente, transferir o saldo dos seus depósitos utilizando o mesmo sistema Xikila Money, nos dias 14, 15, 16 e 17 de Janeiro de 2019.

Para efeitos de levantamentos em Luanda, os clientes deverão dirigir-se às agências do Banco de Comércio e Indústria localizadas no Benfica Controlo, ou por via das Agências da Marginal, Zango I, Vila Alice, Nova Vida, Km 14 e Calemba II.

No Huambo, os clientes deverão dirigir-se às agências Huambo e Cidade Alta.

Na nota, o BNA informa que o processo de devolução e/ou transferência dos depósitos dos clientes desses bancos prosseguirá até 31 de Janeiro de 2019, e recomenda a todos  que mantenham a serenidade e não se precipitem para os locais acima mencionados.

Em virtude de não terem cumprido com o aviso, o governador do BNA, José de Lima Massano, informou, no dia 04 deste mês, que requereu à Procuradoria-geral da República (PGR) para que decretasse a falência das duas instituições e fosse criada uma instituição de liquidação dos referidos bancos.

O Banco Postal arrancou em Março de 2107, com 150 quiosques Xikila Money e 50 no Huambo, a par de quatro agências, enquanto o Banco Mais iniciou a sua actividade em Setembro de 2015, ainda como um banco regional - Banco Pungo Andongo - na província de Malanje, onde inaugurou a sua primeira agência, em Novembro.

Depois de ver revogada a sua licença, os accionistas do Banco Postal vieram a público negar que estivessem em situação de falência e declararam que o banco tinha robustez financeira para continuar a operar no mercado.

Assuntos Banco  

Leia também
  • 04/01/2019 23:45:43

    BNA ajusta valor de venda de divisas para viagens

    Luanda - O viajante residente cambial, maior de 18 anos, poderá a partir de agora, comprar divisas nos bancos comerciais o equivalente a oito mil euros.

  • 04/01/2019 23:08:19

    BNA avalia este ano activos dos bancos comerciais

    Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) começa a partir deste ano a avaliar a qualidade dos activos dos bancos comerciais angolanos, com base num memorando celebrado com o Fundo Monetário Internacional (FMI), anunciou hoje o governador do banco central, José de Lima Massano.

  • 04/01/2019 19:59:11

    Bancos Postal e Mais cessam actividade

    Luanda - Os bancos Postal e Mais cessaram, a partir de hoje, as suas actividades financeiras bancárias, por não terem cumprido com o aviso do Banco Nacional de Angola (BNA) que obrigava o aumento do capital social e fundos próprios regulamentares de 2,5 mil milhões para 7,5 mil milhões de kwanzas, até dia 31 de Dezembro de 2018.