Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Janeiro de 2019 | 20h10 - Actualizado em 10 Janeiro de 2019 | 08h49

Gado no Namibe pode ser infectado com papilametose

Moçâmedes - Pelo menos 15 mil cabeças de gado bovino da comuna de Bentiaba, município de Moçâmedes, província do Namibe, correm o risco de contraírem, nos próximos dias, a "Papilometose bovina", uma doença infecto contagiosa autolimitante.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O primeiro caso isolado da “Papilometose bovina”, também conhecida por “verrucose”, apareceu pela primeira vez na província em Junho de 2018, segundo o criador Kavimbi Tchipiaka.

A doença é caracterizada por borbulhas que cobre o corpo todo do animal.

Na altura, o criador pensou que fosse apenas umas simples borbulhas que desapareciam dias depois, mas agora vê-se que a doença começou a contaminar outras cabeças de gado.

A doença tende a propagar-se por toda região, motivo que levou os criadores a alertar a direcção provincial de veterinária, que fez deslocar alguns técnicos à localidade para a recolha de amostras.  

Segundo o chefe do departamento dos serviços veterinários da província do Namibe,  Luís Paulo  Bié, que falava hoje à Angop, já foram feitas colectas de amostras de sangue e encaminhadas para o laboratório  regional de veterinária na província da Huila para confirmação da doença.

 “Tudo leva-nos a concluir que estamos diante da denominada “Papilametose bovina” também conhecida pela “ verrucose”, dados que só poderemos confirmar com os resultados clínicos e daí partirmos para o devido tratamento dos animais infectados”, disse.

Lamentou o facto de muitos criadores não levarem o gado às mangas de vacinação para serem vacinados, situação que ajudar na propagação de doenças do género.

“Criadores de gado, que tem mais de 100 a 200 cabeças, apenas trazem para campanha 15 a 30 cabeças, alegando que, depois vacinado, grande parte do gado morre”, lamentou.

Naquela localidade, os técnicos de veterinária estão a desenvolver uma intensa campanha de sensibilização junto dos criadores de gado, de modo a persuadi-los a vacinarem os seus animais, evitando assim doenças como a verrucose.

Os serviços de veterinária estão igualmente a sensibilizar a população a comprar carne apenas nos talhos, por estes locais garantirem qualidade da carne inspeccionada.

É a primeira vez que essa doença bovina aparece na província.


                                                                     

Assuntos Província » Namibe  

Leia também
  • 09/01/2019 16:42:54

    Receitas da habitação reduzem no Namibe

    Moçâmedes - Quarenta e quatro milhões, 539 mil e kwanzas foram arrecadados pelos serviços provinciais de Habitação no Namibe, de Janeiro a Dezembro de 2018, soube hoje a Angop.

  • 21/12/2018 19:01:34

    Receitas da cultura e turismo aumentam no Namibe

    Moçâmedes - As receitas arrecadadas este ano, pelo sector da Cultutura, Turismo, Juventude e Desporto do Namibe, aumentaram para três milhões, comparativamente a 2017, em que foi obtido 1, 7 milhão de kwanzas.

  • 13/12/2018 19:00:07

    Aviário produz mais 640 mil ovos em 11 meses

    Moçâmedes - Pelo menos 640 mil e 800 ovos foram produzidos de Janeiro a presente data pelo único aviário no Namibe, "Vini Sul limitada", anunciou o gestor da empresa, João Vitiquinga. o que corresponde a um total de 21 mil e 360 cartões, segundo o gestor desta unidade, João Vitiquinga.