Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Janeiro de 2019 | 22h09 - Actualizado em 11 Janeiro de 2019 | 22h09

Mais de 100 unidades industriais inoperantes no Huambo

Huambo - Cento e 39 unidades industriais diversas estão inoperantes, na província do Huambo, 32 das quais destruídas ao longo do conflito armado e as restantes por falta de recursos financeiros.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi dado a conhecer hoje,  nesta região, pelo chefe do departamento da indústria, João da Fonseca, durante o encontro alargado da direcção local do comércio, indústria e recursos  minerais.

Em funcionamento, segundo ele, estão 167 unidades fabris dos diversos ramos, na sua maioria de pequeno porte, defendendo, por isso, mais investimento do empresariado neste sector estratégico da economia nacional.

João da Fonseca admitiu que a indústria, na província do Huambo, precisa ser estimulada para desempenhar um papel mais activo no bem-estar da população e gerar empregos.

Informou, a título de exemplo, que o pólo industrial do município da Caála possui, apenas, uma taxa de ocupação equivalente a 11 porcento, muito aquém da sua capacidade real.

Quanto à oferta de emprego directo, disse que o sector da indústria emprega, actualmente, 1514 trabalhadores, com maior incidência nos ramos alimentar, concretamente nas actividades de panificação e transformação de cereais.

Lembrou que em 2018 foram licenciadas, nesta região, 33 novas industrias, dos ramos alimentar ligeiro e pesado, que geraram 364 postos de trabalho, ocupados maioritariamente por jovens que nunca tiveram emprego.

Leia também
  • 11/01/2019 22:06:36

    Joana Lina admite carências nos sectores do comércio e indústria

    Huambo - A governadora da província do Huambo, Joana Lina Cândido, admitiu hoje, nesta região, carências nos sectores do comércio e indústria, apelando, para tal, mais investimento privado.

  • 11/01/2019 18:31:15

    Rendimentos mensais limitam acesso a divisas por viagem

    Luanda - O acesso aos oito mil euros por viagem, fixados pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depende dos rendimentos mensais de cada cliente, domiciliado nos bancos comerciais, e não deve ultrapassar os 25 milhões de kwanzas por ano, esclareceu hoje o economista e administrador do Banco Yetu, Fernando Vunge.

  • 11/01/2019 18:16:07

    TAAG lidera reclamações registadas pelo Inadec

    Lubango - A Transportadora Aérea Nacional TAAG liderou a lista de reclamações recebidas pelo Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), na província da Huíla, em 2018, ao acumular um total de 11 das 180 registadas.