Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Janeiro de 2019 | 17h24 - Actualizado em 14 Janeiro de 2019 | 19h27

Agricultores abandonam fazendas por degradação das vias

Dondo - Quatro dos 32 agricultores da comuna de Massangano, município de Cambambe, província do Cuanza Norte, abandonaram nesta época agrícola as suas áreas de cultivo e foram para outras localidades, devido ao mau estado das estradas da região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O administrador local, Luís Rodrigo João, informou esta segunda-feira à Angop  que o estado avançado de degradação das vias de acesso à comuna está a desencorajar os agricultores que pretendem investir na região.  

Por dificuldade de escoamento dos produtos agrícolas, a colheita acaba por se deteriorar no campo. Esta situação levou os produtores a reduzirem os seus investimentos na referida zona.

Segundo o responsável,  a localidade possui 61 quilómetros de vias terciárias degradadas, o que dificulta o acesso ao interior da comuna, sobretudo,  nesta época chuvosa.

Indicou os trajectos do desvio de Massangano/Bondo, com oito quilómetros, Aldeia Nova/Massangano (19), Nova Cassoalala/Maculumbi (28), Nova Cassoalala/ Kingimbe (06), como os mais críticos, necessitando por isso de uma intervenção urgente.

Luís João explicou que precisa também de ser reabilitado o troço quilómetro 13 da sede comunal, num percurso de 20 Km.

Além dos enormes buracos ao longo da via, há muita poeira, o que também dificulta a visibilidade dos automobilistas.

A localidade tem potencialidades para o cultivo de citrinos, hortícolas,  bananas e outros produtos.

Com uma superfície de mil, 776 quilómetros quadrados e 10 mil, 557 habitados, distribuídos em 33 aldeias, a comuna de Massangano controla 32 agricultores, que se dedicam ao cultivo de hortícolas, citrinos e banana.

Leia também
  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.

  • 02/02/2019 06:20:13

    Economistas consideram oportuna revisão do OGE/2019

    Luanda - O economista Lopes Paulo considerou nesta quinta-feira, em Luanda, um imperativo a revisão em baixa do Orçamento Geral do Estado (OGE/2019), com preço referência do barril de petróleo a situar-se entre 50 a 55 dólares.

  • 01/02/2019 20:07:05

    Construção da barragem de Baynes estimada em USD 1,2 mil milhões

    Cacuso - A construção da barragem hidroeléctrica Binacional de Baynes, com início previsto para 2021, no rio Cunene, fronteira entre Angola e a Namíbia, está estimada em 1,2 mil milhões de dólares, avançou hoje (sexta-feira), em Malanje, o ministro angolano da Energia e Águas, João Baptista Borges.