Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

24 Janeiro de 2019 | 05h10 - Actualizado em 24 Janeiro de 2019 | 15h32

Governo da Lunda Sul apresenta potencial económico da província

Saurimo - O governo da Lunda Sul apresentou nesta quarta-feira, em Saurimo, aos embaixadores e representantes da União Europeia, as potencialidades económicas da província, bem como as oportunidades de negócio existente para possível captação de investimentos privados na Europa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

CIDADE DE SAURIMO (SEDE CAPITAL DA PROVÍNCIA)

Foto: Pedro Parente

A apresentação do Plano enquadra-se no programa de visita dos embaixadores da Bélgica, Holanda, Hungria, Polónia, Portugal, Alemanha, num período de dois dias à província da Lunda Sul, para identificar possíveis áreas de investimentos e parcerias, visando incentivar os empresários europeus a investirem na região.

Durante a apresentação, o assessor do governador provincial para área económica, António Cagibanga, disse que a província está aberta aos investimentos no sector agro-industrial, exploração e transformação da madeira, do fosfato, produção de fertilizantes e reciclagem do lixo.

Solicitou igualmente aos diplomatas a ajudarem o governo local na captação de investidores para a exploração de jazigos primários de diamantes, instalação de fábricas de jóias, tendo em conta o potencial mineiro que a região dispõe.

No sector da energia, o governo precisa de investidores para a construção de mini-hídricas, sobretudo nos municípios do Muconda e Cacolo, que dispõem de potencialidades hídricas, bem com a instalação de sistemas de energia fotovoltaica, principalmente para a garantia da iluminação pública.

Na educação e saúde, o governo solicitou aos diplomatas que contribuissem no surgimento, a curto prazo, de parceria no domínio da formação de quadros e na efectivação do porojecto de construção do pólo universitário de Saurimo, para atender a demanda estudantil da província.

Plano de desenvolvimento dos sectores da Agricultura e Energia

De acordo com o documento apresentado no encontro, o governo da Lunda Sul prevê no curto e médio prazos, desenvolver o sector agrícola, através de parcerias público/privada, a recuperação dos 13 perímetros irrigados existentes na província, instalação de pequenas e médias fábricas de transformação de produtos, de produção de ração animal.

O governo perspectiva igualmente a aquisição de equipamentos de médio porte para a implementação da agricultura mecanizada, construção de um matadouro, bem como facilitar o acesso à sementes melhoradas e precoce.

No sector da energia, o governo pretende até o final do ano em curso, elevar a taxa de electrificação da província dos actuais 17 megawatts para 50, com a conclusão das centrais térmicas do Nhama e Txicumina, com uma capacidade de 20 e 19.6 megawatts.

Para permitir a transportação e o fornecimento eficiente de energia eléctrica, de acordo a capacidade disponível, o governo vai este ano reestruturar as redes de baixa, média e alta tensão da cidade de Saurimo.

A energia consumida em Saurimo é maioritariamente proveniente das centrais térmicas do Txicumina (5 megawatts) e da Greco (11 megawatts), sendo que a barragem hidroeléctrica do Chicapa 1, com uma capacidade de 16 megawatts, disponibiliza apenas quatro para a cidade.

Durante dois dias, a delegação composta pelos embaixadores da Bélgica, Holanda, Hungria, Polónia, Portugal e Alemanha, irá inteirar-se do estado do processo de implementação do futuro Pólo Industrial de Saurimo, visitar a Sociedade Mineira de Catoca, para se informar do nível de produção do quarto maior kimberlito do mundo e a maior empresa de exploração diamantífera de Angola.

Por seu turno, o embaixador da União Europeia (UE) em Angola, Tomas Ulichy, disse em breve declarações à imprensa que a sua delegação vai analisar as potencialidades económicas e as oportunidades de negócios apresentadas, para definir que sector deverá merecer atenção para a captação de investimentos.

O diplomata assegurou que vai junto dos países membros da União Europeia trabalhar para influenciar na captação de investimentos nas áreas da agricultura e energia.

Durante dois dias, a delegação irá inteirar-se do estado do processo de implementação do futuro Pólo Industrial de Saurimo, visitar a Sociedade Mineira de Catoca, para se informar do nível de produção do quarto maior kimberlito do mundo e a maior empresa de exploração diamantífera de Angola.

A província da Lunda Sul, localizada no centro da região leste de Angola, tem 629 mil e 213 habitantes, distribuídos nos municípios de Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo, com uma taxa de desemprego na ordem dos 42,8 por cento, sendo 39,1% homens e 49% mulheres.

A exploração de diamantes é, até ao momento, a principal actividade económica, seguindo-se a agricultura e a pesca de subsistência.

Leia também
  • 31/01/2019 17:47:33

    Governador promete apoios para fomento agrícola

    Saurimo - O governador provincial da Lunda Sul, Daniel Félix Neto, prometeu hoje, quinta-feira, em Saurimo, apoiar os camponeses com instrumentos agrícolas e sementes, no âmbito da estratégia do Governo de combate à fome e à pobreza.

  • 30/01/2019 18:50:35

    Administração do Dala prioriza expansão da rede eléctrica

    Saurimo - A expansão da rede eléctrica, com vista o consumo total dos dois megawatts disponíveis no aproveitamento hidroelétrico do Tchihumbwe para o município do Dala, consta das prioridades da referida administração para o presente ano económico.

  • 30/01/2019 17:53:19

    Banco Sol e empresas diamantíferas apoiam empreendedores do Leste

    Moxico - O Banco Sol e as empresas diamantíferas que operam nas províncias do Moxico e da Lunda Norte e Lunda Sul vão apoiar, a partir deste ano, projectos económicos desenvolvidos pelos jovens do Leste de Angola, visando a criação de riquezas e empregos.