Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

02 Fevereiro de 2019 | 00h09 - Actualizado em 02 Fevereiro de 2019 | 00h13

Cuanza Sul: Governador defende intensificação da actividade agrícola

Wako kungo - O governador provincial do Cuanza Sul, Job Capapinha, defendeu sexta-feia, no Wako Kungo, município da Cela, província do Cuanza-Sul, a intensificação da actividade agrícola, para a diversificação da economia local.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Job Capapinha, que falava num encontro com os empresários agrícolas, disse que, face a actual conjuntura económica caracterizada pelo baixo preço do barril de petróleo, os empresários agro-pecuários devem aprimorar as estratégias para diminuir o impacto da crise.

Fez referência ao rico potencial do município da Cela, no domínio da produção de bens diversos, para garantir o bem-estar das populações.

Referiu que as famílias camponesas devem alargar as suas áreas de produção, com vista a produzirem bens alimentares para o seu sustento e rendimentos com a venda dos produtos.

Disse que o Governo vai apoiar as famílias camponesas com instrumentos agrícolas, sementes e adubos, mas é necessários que estejam organizadas em cooperartivas para que haja maior controlo.

“Temos terra fértil, água e homens com capacidade para desenvolver a agricultura em grande escala”, frisou o governador.

Job Capapinha mostrou-se  bastante satisfeito e encorajado por tudo quanto tem estado a ser feito em prol do desenvolvimento e do bem-estar das populações no que concerne a produção agrícola.

Salientou que os proprietários de grandes parcelas que não têm capacidade de produzir devem buscar parcerias ou financiamentos, com vista a relançarem as suas áreas de produção.

Durante a sua estada no Wako Kungo, o governador visitou as fazendas Sediac, Emirais e o Centro de Investigação agronómica.

Existem no município da Cela 546 fazendas, 80 associações de camponeses e 60 cooperativas, que produzem anualmente  200 mil toneladas de produtos diversos

Leia também