Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Fevereiro de 2019 | 18h02 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2019 | 18h37

Nova lapidaria vai produzir três mil quilates/mês a partir de 2020

Luanda - A "Stone Polished Diamond (SPD)", fábrica de lapidação de diamantes e de pedras especiais, inaugurada nesta terça-feira, na capital do país, vai engajar-se para aumentar a sua produção, até 2020, de dois mil para mais de três mil quilates/mês.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mina de exploração de diamantes de "Chitololo Umbongo", na Lunda Norte

Foto: Angop /Lunda Norte

Outro foco da empresa, nesse primeiro ano, é elevar o número de postos de trabalho directos e indirectos, de 70 para 400, privilegiando a mão-de-obra angolana, adiantou o presidente da Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam), Eugénio Pereira da Rosa.

A unidade fabril, resultante de uma parceria entre investidores privados e a Sodiam, ficou orçada em mais de cinco milhões de dólares, e está capacitada para lapidar, inicialmente, diamantes brutos de 3 a 10 quilates, assim como pedras especiais com peso igual ou superior a 10.8 Cts.

O presidente do Conselho de Administração da filial da Endiama explicou que os diamantes brutos são comprados à Sodiam e em outros projectos mineiros, encaminhados às fábricas de lapidação e depois deste processo passa à fase de comercialização.

Na ocasião, Eugénio Pereira da Rosa referiu, por outro lado, que uma fábrica de corte e lapidação de diamantes (avaliado em cerca de dez milhões de dólares norte-americanos) vai ser construído, a partir de Março deste ano, em Saurimo, província da Lunda Sul.

Acrescentou que a unidade vai funcionar, numa primeira fase, com 200 trabalhadores e depois com 300.

Estas fábricas juntam-se à "Angola Polishing Diamond - S.A”, a primeira do país com esta especificidade, inaugurada na capital do país em 2015, com capacidade de processar anualmente pedras preciosas avaliadas em cerca de 240 milhões de dólares americanos.

Inaugurada pelo titular do sector, Diamantino Azevedo, a mesma é resultante também de numa parceria entre a SODIAM e a firma "LLD Diamonds", do grupo israelita Lev Leviev, o maior lapidador mundial de diamantes.

Assuntos Diamantes  

Leia também
  • 12/02/2019 21:17:20

    Privados assumem 20 por cento da lapidação de diamantes

    Luanda - Vinte por cento da lapidação de diamantes no país serão assumidos, num futuro breve, pelo sector privado dentro do território nacional, destinando-se os restantes 80 por cento para o exterior de Angola, no quadro da nova política do Executivo de produção e comercialização de diamantes.

  • 12/02/2019 14:25:43

    Sodiam arrecada mais de USD mil milhões em receitas brutas

    Luanda - A Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam) vendeu, em 2018, um total de 8.408.687, 87 quilates, gerando uma receita bruta de 1.223.725.185,45 dólares, informou hoje, em Luanda, o seu administrador para área de finanças e mercado artesanal.

  • 11/02/2019 11:47:18

    País ganha nova fábrica de lapidação de diamantes

    Luanda - Uma nova fábrica de lapidação de diamantes e de pedras especiais será inaugurada, esta terça-feira (dia 12), em Luanda, como resultado de uma parceria entre investidores privados angolanos e a Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (SODIAM).