Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Fevereiro de 2019 | 23h42 - Actualizado em 11 Fevereiro de 2019 | 23h42

Trabalhos de recolha de dados do IDREA concluídos com sucesso

Huambo - Os trabalhos de campo de recolha de dados para o 3º Inquérito de Despesas, Receitas e Emprego em Angola (IDREA) no Huambo, iniciados no dia 05 de Março de 2018, foram concluídos com êxito, ao atingirem os 72 conglomerados e os 640 agregados familiares previsto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi confirmado hoje, à Angop, pelo responsável local do Instituto Nacional de Estatística (INE), Ruben Gomes, ao informar os trabalhos terminara no dia 8 de Fevereiro deste ano.

Informou que neste momento decorrem os trabalhos de análise das informações constantes nos inquéritos efectuados, para a validação dos dados dos agregados familiares inquiridos.

De acordo com o responsável, a instituição vai começar a divulgar os dados preliminares a partir do final deste mês e os definitivos em Março, prazo marcado para o encerramento de todo o processo do Inquérito.  

Explicou que a celeridade na conclusão da recolha de dados deveu-se ao ajustamento, a nível nacional, do período de trabalho das equipas de inquéritos, com o encurtamento da pausa que mereciam de 15 dias, durante o mês de Dezembro princípio de Janeiro, por ocasião da quadra festiva.

A nível da província, adiantou que a situação deveu-se igualmente a boa colaboração registada por parte as instituições governamentais, civis, religiosas e autoridades tradicionais na mobilização dos cidadãos sobre a importância do inquérito, assim como a disponibilidade dos agregados familiares na prestação das informações necessárias.

Os trabalhos de recolta de dados foram desenvolvidos por duas equipas, formadas por três inquiridores, um supervisor e um motorista.

Ruben Gomes explicou também que dos 72 conglomerados onde foram inquiridos os 640 agregados familiares, 40 correspondem a área rural e 32 a urbana.

O IDREA, uma fusão de dois grandes inquéritos, nomeadamente o de Despesas e Receitas e o de Emprego em Angola, é um processo com finalidade de calcular os indicadores sobre a pobreza no país, uma vez que os dados disponíveis sobre a matéria datam de 2008-2009, altura em que se realizou a última edição, ao passo que a primeiro ocorreu em 2001.

Neste terceiro inquérito pretende-se recolher informações sobre as características sócio-demográficas dos agregados familiares, alguns aspectos de saúde geral, estrutura da receita e do consumo dos agregados familiares.

Com os resultados do inquérito deseja-se obter indicadores de modo a actualizar os dados sobre as condições de vida das famílias, sua situação perante o emprego, o consumo para as contas nacionais e a actualização dos ponderadores do índice de preço no consumidor, assim como calcular os indicadores sobre a pobreza em Angola.

Leia também
  • 11/02/2019 19:58:19

    BPC anuncia concessão de créditos a novas empresas

    Malanje - O presidente do Conselho de Administração do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Alcides Safeca, anunciou hoje (segunda-feira), em Malanje, a concessão de créditos para potenciais empresários que garantirem menor risco de incumprimento, no final deste ano.

  • 10/02/2019 13:20:04

    Província do Cuando Cubango já emite Alvará Comercial

    Menongue - A província do Cuando Cubango tornou-se sexta-feira a décima oitava (última) região do país a passar emitir localmente o documento Alvará Comercial no âmbito do processo de desburocratização dos serviços para o exercício da actividade comercial.

  • 10/02/2019 11:27:49

    Últimas turbinas de Laúca começam a produzir energia a partir deste ano

    Malanje - As duas últimas turbinas da barragem Hidroeléctrica de Laúca, com capacidade para 333 megawatts de energia cada, começam a funcionar em pleno a partir do mês de Junho deste ano, segundo anunciou sábado, o engenheiro de construção civil da empresa Odebrecht, Yamba Ambrósio.