Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

28 Novembro de 2019 | 21h25 - Actualizado em 28 Novembro de 2019 | 21h29

Colocação da "roda" da última turbina de Laúca está concluída

Luanda - A Central Ecológica do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, província de Malanje, conta a partir de quarta-feira última com a conclusão da colocação da "roda" da sétima e última turbina desta barragem.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Aproveitamento hidroeléctrico de Laúca - Arquivo

Foto: Roque Milton

Segundo o Gabinete de Aproveitamento do Médio Kwanza (GAMEK), a “roda”, com um peso aproximado de 20 veículos ligeiros, é a peça que recebe o impacto da água que permite accionar o gerador da máquina para que a mesma se transforme em energia eléctrica.

Com cerca de 128 metros de queda líquida nominal, a Central Ecológica vai produzir energia a partir dos 60 metros cúbicos/segundos de caudal ecológico necessário para preservação do meio ambiente, num espaço de dois quilómetros do leito natural do Rio Kwanza, no troço entre a barragem e a Central Principal de Laúca.

A conclusão total da turbina ecológica do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca vai permitir adicionar anualmente mais de 500 mil megawatts/hora de energia eléctrica ao Sistema Interligado, e beneficiar cerca de meio milhão de pessoas.

Estão em funcionamento comercial cinco das seis unidades geradoras previstas para a Central Principal de Laúca, sendo que, no primeiro semestre do próximo ano, entrará em funcionamento pleno o sexto grupo gerador.

As obras em Laúca, que vão num ritmo desejável, estão sob a responsabilidade da empresa Odebrecht Engenharia e Construção (OEC), e conta com participação das empresas Andritz e Elecnor.

Assuntos Barragens   Energia  

Leia também
  • 21/11/2019 19:23:53

    Estado poupa USD 25 mil com a chegada de energia ao Nóqui

    Mbanza Kongo - Pelo menos vinte e cinco mil dólares norte americanos eram gastos mensalmente pelo Estado angolano para garantir o fornecimento de energia eléctrica à vila fronteiriça do Nóqui (Zaire) produzida a partir da central hidroeléctrica do Inga, República Democrática do Congo (RDC).

  • 20/11/2019 19:24:37

    ENDE controla sistemas eléctricos a partir de Luanda

    Luanda - A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) inaugurou hoje, em Luanda, o primeiro Centro de Despacho, uma central para monitorização e controlo remoto a distância de todas operações nas suas subestações e redes espalhadas pelo país.

  • 12/11/2019 16:57:19

    Angola partilha experiência no simpósio sobre barragens

    Luanda - Angola participa desde segunda-feira, na China, no VIII Simpósio Internacional sobre Barragens de Betão Compactados por Rolos -RCC-Dams.