Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

26 Novembro de 2019 | 17h31 - Actualizado em 26 Novembro de 2019 | 18h02

Mercadorias para quadra festiva já estão no país

Luanda - O ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem, afirmou, nesta terça-feira, que já estão no país produtos da cesta básica em quantidades suficientes para assegurar a quadra festiva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem (arquivo)

Foto: Gaspar dos Santos

"Não se prevê e não há nenhum indicador que aponte a existência de escassez de bens alimentares", disse o titular do Comércio à Angop, à margem do encontro das comissões de trabalho especializadas do Parlamento com os departamentos ministeriais.

O governante avançou que mercadorias diversas ainda continuam a entrar no país, o que garante um período tranquilo, sem precisar quantidades.

De acordo com previsões de Joffre Van-Dúnem, este quarto trimestre do ano será calmo, apesar de alguns casos de especulação de preços que se vão registando entre os operadores económicos, que já começam a ser identificados.

Para maior tranquilidade dos consumidores, o Ministério do Comércio lançou, segunda-feira, uma campanha de sensibilização junto dos operadores económicos a nível das 18 províncias do país, para reprimir a especulação de preços, com base na legislação em vigor.

Em caso de incumprimento, aos desobedientes serão aplicadas multas, entre as quais, a suspensão provisória ou definitiva do exercício da actividade comercial.

"Este é um trimestre que leva a apetência de alguns operadores a saírem do caminho recto, mas os nossos fiscais estão já a trabalhar para travar a tendência", advertiu.

Actualmente, os consumidores queixam-se da subida dos preços, em sequência do baixo poder de compra por influência do mercado ser real.

"Esta é a realidade do país, temos de trabalhar e olhar para o futuro com calma e com foco na produção", sublinhou o ministro do Comércio.

Assuntos Alimentação   Angola   Angop  

Leia também
  • 24/11/2019 14:05:26

    Angola e Egipto rubricam memorando de entendimento

    Cairo - Os governos de Angola e do Egipto assinaram, este sábado, na cidade do Cairo, um memorando de entendimento nas áreas de economia, investimentos e cooperação técnica.

  • 19/11/2019 18:21:05

    Os desafios da liberalização da taxa de câmbio

    Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) decidiu, a 23 de Outubro último, avançar com a medida de liberalização cambial, um dos últimos recursos para fazer face ao risco de escassez de divisas (moeda convertível) no mercado nacional.

  • 19/11/2019 16:25:51

    Programa de Estabilização com saldo orçamental positivo

    Luanda - Angola registou, pela primeira vez em quatro anos, um saldo orçamental positivo de 2,2 por cento do Produto Interno Bruto em 2018, fruto do Programa de Estabilização Macroeconómica implementado desde Janeiro do ano transacto, informou esta terça-feira o ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior.